Empresário londrinense vai a Curitiba conversar com delegado da Lava Jato

O engenheiro de Londrina Auber Silva Pereira estará amanhã em Curitiba conversando com um delegado da Polícia Federal que atua na Lava Jato.

Auber Pereira era proprietário da NORTV – conhecida na cidade como FLEX TV. A empresa, através de contrato com a ANATEL,  oferecia TV a cabo para os londrinenses usando o sistema MMDS  Distribuição de Sinais Multiponto Multicanais (MMDS). Ela começou a operar na cidade em 2007. Porém, em 2010, próximo da Copa das Confederações, a ANATEL entendeu que haveria uma demanda gigante para a transmissão dos jogos e colocou a frequência em leilão para que grandes operadoras pudessem oferecer o serviços. No contrato com as vencedoras estava estipulado que elas indenizariam as operadoras que tiveram que ceder a frequência MMDS, caso da NORTV/FLEXTV.

Desde 2013 a NORTV/FLEXTV  tenta mas ainda não foi indenizada provocando um prejuízo monstro para o empresário londrinense. Segundo Auber Pereira, a ANATEL e os governos petistas empurraram com a barriga beneficiando as gigantes do setor. E ele não acredita que isso aconteceu apenas por causa dos olhos carinhosos dos políticos. Como a Operação Lava Jato vai começar a fuçar as relações dos políticos com as Teles, Auber disse que vai levar muitos documentos ao delegado para colaborar intensamente com a produção de provas.

Deixe uma resposta