Ex-reitores condenados por improbidade terão que ressarcir a UEM em quase meio milhão

do Angelo Rigon

Pavanelli-Piori

A desembargadora Maria Aparecida Blanco de Lima, da 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná, negou tutela de urgência em agravo de instrumento ajuizado no final do mês passado pelos professores Gilberto Cesar Pavanelli e Angelo Aparecido Priori, ex-reitores da Universidade Estadual de Maringá.
Ambos foram condenados em ação civil pública por improbidade administrativa, que tramita há 4.577 dias, com decisão transitado em julgado. (leia mais)

2 thoughts on “Ex-reitores condenados por improbidade terão que ressarcir a UEM em quase meio milhão

  • 12/05/2017, 13:34 em 13:34
    Permalink

    Esta universidade é uma vergonha?
    Lembra a UEL em que um reitor eleito e reeleito foi obrigado a renunciar.
    E ate agora o MP estadual nada fez para processa-lo.
    Vergonha MP.
    Vergonha Reitores e Reitoras.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: