Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo encrencados em delação

Guilherme Amado, O Globo

Vai trazer ainda mais problemas para o PT e, em especial para Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo, a delação de Alexandre Romano, o Chambinho, que será homologada a qualquer momento por José Dias Toffoli.
Romano contou que fez chegar R$ 600 mil, em 2014, a Leones Dall’agnol, ex-chefe de gabinete de Gleisi Hoffmann e de Paulo Bernardo.
O assessor trabalhou tanto com Gleisi na Casa Civil quanto com Paulo Bernardo no Ministério das Comunicações.
A propósito, Alexandre Romano também encrencou Wagner Pinheiro, ex-presidente dos Correios e um ex-vice da estatal.

4 comentários em “Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo encrencados em delação

  • 21/12/2015, 16:22 em 16:22
    Permalink

    Onde anda Glaudio Lima?
    Onde anda o ex vereador do PT?
    Está cedido pela prefeitura ainda para o gabinete dela?

    Resposta
  • 21/12/2015, 16:45 em 16:45
    Permalink

    Xiiiiiii…a casinha tá indo pro brejo.

    Resposta
  • 21/12/2015, 20:33 em 20:33
    Permalink

    Segundo delação premiada, o governador Beto Richa também recebeu doação de R$ 2 milhões, não contabilizados, dos auditores fiscais que recebiam propina em troca de imposto sonegado. O governador está encrencado com esse “aporte” milionário? Pelo visto, nem um pouco. Acabou de eleger o prefeito de Rolândia. Delação só dá encrenca pra petista? Ô hipocrisia…

    Resposta
  • 22/12/2015, 00:06 em 00:06
    Permalink

    Caraca, qta merda desses petistas.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: