6 comentários em “Não estamos dizendo que foi golpe…

  • 06/03/2018, 13:05 em 13:05
    Permalink

    Recentemente o tal Luis Felipe Miguel, que organizou a disciplina do “Golpe de 2016” na UnB, pediu aos potenciais alunos que não gravassem as aulas.

    https://oglobo.globo.com/brasil/aula-da-disciplina-do-golpe-nao-tem-tumulto-mas-alunos-sao-orientados-nao-grava-la-22457238

    Disso dá pra presumir que nas tais aulas o professor vai mentir descaradamente, caluniar e difamar os “inimigos do povo” como o Sérgio Moro e seja lá quem for que estiver julgando recursos do Deus Lula, fazer incitação à violência e terrorismo, promover a desobediência civil, e outras diversas condutas que se enquadram desde a passíveis de processos por danos morais a crimes.

    Mas, é 2018. Já não dá mais para se fechar em bolhas, e todo mundo anda com uma câmera no bolso. Já tem gente dizendo que vai se inscrever nessa disciplina só para divulgar as sandices que os professores militantes petistas vão propagar nelas.

    Agora, eu não conheço pessoalmente uma só pessoa que acredite que o impeachment foi golpe…

    Resposta
    • 06/03/2018, 17:03 em 17:03
      Permalink

      E eu também não conheço uma única pessoa que acredita que o impeachment não foi golpe. Como vê, não tenho uma única pessoa no rol de conhecidos que vota no Bolsonaro!!!

      Resposta
  • 06/03/2018, 15:19 em 15:19
    Permalink

    Foi golpe contra o Boca Aberta
    Foi golpe contra Fernando Collor
    Foi golpe contra o Sergio Cabral
    Foi golpe da Odebrecht contra Lula
    Foi golpe da PF contra André Vargas
    Foi golpe contra Paulo Bernardo
    Foi golpe contra Alberto Youssef
    Foi golpe contra Antonio Casemiro Belinati
    Foi golpe contra o Orlando Bonilha
    F o i g o l p e . . .

    Resposta
  • 06/03/2018, 17:10 em 17:10
    Permalink

    Genial esse cartum! Existem categorias que demoram para entender certos acontecimentos políticos. Por exemplo: alguns fardados, uns caçadores de corruptos (mas só corruptos petistas, certas famílias imobiliaristas nem pensar, tucanos menos ainda), alguns políticos (golpistas evidentemente) e, principalmente, os banqueiros. Ahhhhh…

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: