Para Janene, MP mais atrapalha que ajuda

Hoje a Câmara de Vereadores de Londrina aprovou, em primeira discussão, a cessão de uma área de 1.151,17 metros quadrados no jardim Tenerife, na zona Leste, para implantação de uma Estação Elevatória de Esgoto (EEE) da Sanepar.

Doar praças em Londrina é sempre uma questão polêmica. Invariavelmente o Ministério Público se posiciona contra.

E na sessão, o vereador Jamil Janene (PP), fez um desabafo: “Daqui a pouco teremos que pedir a benção para o Ministério Público para tudo. Eles mais atrapalham do que ajudam. E erram. Comigo, me processaram, atrapalharam a minha vida pessoal, empresarial. Não ficou provado nada e pergunta se eles vieram pedir desculpas. Mesmo que o parecer deles seja contrário, eu voto pela cessão à Sanepar”, esbravejou o vereador.

5 comentários em “Para Janene, MP mais atrapalha que ajuda

  • 14/02/2017, 17:12 em 17:12
    Permalink

    A Sanepar acabou de receber um presentão da administração anterior que foi a prorrogação do contrato por mais 30 anos. Trinta anos nas mãos dos curitibanos! Sim, porque a Sanepar é controlada pela capital e suga o sangue do interior com tarifas escorchantes. E os caras ainda querem terreno de graça na cidade!

    Resposta
    • 14/02/2017, 23:08 em 23:08
      Permalink

      Alias muito estranho que não houve nenhuma objeção pelos vereadores , pois existem várias empresas que gostariam de terem disputado a concessão em Londrina , mas não foi dado nenhuma chance de participarem.
      Outra coisa muito estranha é que o ex- prefeito que gosta de se apresentar como impoluto tenha agido desta maneira e não discutiu a possibilidade desta abertura de licitação .
      Londrina viveu um período nunca vista de total impolutez na administração passada , mas na verdade não era bem isto que aconteceu .
      O tempo dirá que os abacaxis que ficaram para trás são grandes para serem descascados pela atual que começou muito mal na escolha do seu secretariado e assessores .
      Estou achando que a população londrinense caiu mais uma vez na conversa mole desta família já é conhecida por muitos e não desfruta de credibilidade em razão do que foi feito no passado.

      Resposta
      • 15/02/2017, 11:46 em 11:46
        Permalink

        Será que Jamil Janene sugere uma empresa de Londrina que tem como sócio Pedro Paulo Leoni Ramos ex aspone ministerial de Fernando Collor de Mello.
        E administra as Aguas de Itapema em Santa Catarina.
        Porque não disputou as águas de Londrina, após seu conselheiro e sócio estar preso nas Operações da PF?
        Por que?

        Youssef, Pizzolatti e PP e Janene na parada?
        http://ricmais.com.br/sc/leonunes/blog/aguas-de-itapema-caiu-na-operacao-lava-jato-diz-veja/

        Delator citou a Companhia Águas de Itapema

        Carlos Alexandre de Souza Rocha, o Ceará, relatou em delação que o ex-presidente e atual senador Fernando Collor de Mello recebeu valores enviados por Yousseff a Maceió. Neste trecho da delação, ele fala também sobre a entrega de dinheiro na Companhia Águas de Itapema, no Litoral catarinense. O delator diz ter ido três vezes até a companhia para levar dinheiro, sendo que em uma das vezes entregou R$ 380 mil.

        Ceará conta que em conversa com Yousseff teria ouvido que Collor era muito amigo de Pedro Paulo Leoni Ramos. Na delação, disse que não sabia que a Companhia Águas de Itapema pertencia a Pedro Paulo.

        O delator fala que não sabe exatamente qual a relação entre Yousseff e Pedro Paulo. Mas ouviu do doleiro que Pedro Paulo confiava muito nele. As três vezes em que teria entregue valores em Itapema, foram feitas de carro, sendo que na último o valor seria R$ 380 mil. Ceará supôs no depoimento que o dinheiro entregue se destinava a político. Contou ainda que, uma das entregas foi para alguém vinculado à prefeitura de Itapema.

        http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticias/noticia/2016/05/santa-catarina-faz-parte-das-investigacoes-da-operacao-lava-jato-desde-a-primeira-fase-em-2014-5795968.html

        http://www.valor.com.br/politica/4375208/ex-funcionario-de-youssef-diz-ter-levado-r-300-mil-para-collor

        Resposta
  • 14/02/2017, 18:30 em 18:30
    Permalink

    Este Janene ‘jamilão na mão’ é uma parada dura.
    O dono do mundo velho.

    Resposta
  • 15/02/2017, 07:26 em 07:26
    Permalink

    isto e coisa do marcelo e do canziani, tomem que o filho e seus.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: