Políticos e a mania besta de não respeitar o voto

A mania de não cumprir mandato para o qual foi eleito é uma das “curiosidades” do político brasileiro. O cara pede voto para se eleger para tal cargo.

Eleito, desrespeita o voto recebido e já quer mudar para outra função sem nem ter concluído o mandato pelo qual pediu o sagrado voto.

Veja o caso dos deputados Douglas Fabrício e Ratinho Júnior, ambos eleitos para a Assembleia Legislativa do Paraná. Os dois deputados nem bem assumiram, viraram secretários do governo Richa e agora querem ser prefeitos.

E como fica o eleitor de Londrina que votou no Ratinho caso ele seja prefeito de Curitiba?

Perde o voto?

E como fica o eleitor de Cascavel que votou no Fabrício e que agora quer ser prefeito da vizinha Campo Mourão?

Perde o voto também?

4 thoughts on “Políticos e a mania besta de não respeitar o voto

  • 19/01/2016, 12:27 em 12:27
    Permalink

    Não podemos esquecer do Mega, Super inteligente e excelente administrador público, o HAULY, aquele que foi eleito pra ser Deputado Federal e acabou sendo Secretário de Fazenda do PR, e ajudou o Beto Richa a transformar o estado nessa maravilha que ai está.
    Há só pra saber, quem foi o Deputado suplente do HAULY no período que ele foi Secretário, Será que tinha ficha limpa? Será que fez alguma coisa por londrina?

    Resposta
  • 19/01/2016, 15:13 em 15:13
    Permalink

    Parece que no caso do Hauly, quando virou secretário, deu oportunidade pra um tal de SETIM assumir a sua vaga. Parece que o cara foi condenado por não fazer licitação no passado.
    Ai é duro em!, Vc voto no cara e ele sai pra entrar um que não vai fazer nada pela tua cidade, e pior ficha suja!

    Resposta
  • 19/01/2016, 17:12 em 17:12
    Permalink

    Perde voto coisa nenhuma o voto foi vendido e transformado em churrasco, ja deve ter descido pelo esgoto da sanepar a muito…..ai todo mundo e malandro quem compra e quem vende o voto…..

    Resposta
  • 20/01/2016, 11:32 em 11:32
    Permalink

    Votei no Hauly e fiquei muito satisfeito com o trabalho que ele fez como Secretário da Fazenda, inclusive ajudando a liberar recursos para obras importantes para Londrina como desapropriações no entorno do aeroporto e a PR-445.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: