Presidente da Eletronuclear teria recebido 4,5 mi de empreiteiras

Da Folha de Londrina

O procurador da República Athayde Ribeiro Costa afirmou nesta terça-feira, 28, que o presidente licenciado da Eletronuclear, Othon Luiz Pinheiro da Silva, preso em casa na manhã de hoje pela Polícia Federal, segundo a assessoria de imprensa da estatal, que é subsidiária da Eletrobras, recebeu R$ 4,5 milhões de empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato. Ele foi preso temporariamente na 16ª fase da operação, batizada de Radioatividade.
A empresa de Otthon da Silva, a Aratec Engenharia, ‘recebeu pagamentos vultuosos’ também de empresas que compõe o Consórcio Angramon. A Aratec recebeu no mesmo período pagamento das empreiteiras Andrade Gutierrez e Engevix, ambas com contratos com a Eletronuclear, por meio de empresas intermediárias, CG Consultoria, JNobre Engenharia, Link Projetos e Participações Ltda., e a Deutschebras Comercial e Engenharia Ltda., ‘algumas com características de serem de fachada’.

VEJA A ÍNTEGRA DA DELAÇÃO DE DALTON AVANCINI

3 comentários em “Presidente da Eletronuclear teria recebido 4,5 mi de empreiteiras

  • 28/07/2015, 15:50 em 15:50
    Permalink

    E quando a PF e o Moro vão chegar a Furnas?

    Resposta
    • 28/07/2015, 21:03 em 21:03
      Permalink

      Nunca vai chegar a Furnas porque lá ele vai encontrar a turma do Aécio. Se esse juiz fosse bom, não seria juiz de primeira instância e não estaria dando trela pro delator que já o passou para trás.

      Resposta
  • 28/07/2015, 21:06 em 21:06
    Permalink

    Será que o Moro quer que alguma construtora americana venha construir usina nuclear no Brasil? Ou ele acha que é melhor cientistas gringos desenvolvendo o programa nuclear brasileiro? Só falta o Moro começar a vazar segredos do nosso programa nuclear pra Veja e pro Bonner. Que juiz mais sem noção…

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: