Quase ministro, ex-senador Argello é preso em nova fase da Lava Jato

Na 28ª fase da Operação Lava Jato, batizada de “Vitória de Pirro”, o ex-senador Gim Argello, do PTB, foi preso preventivamente pela Polícia Federal (PF). Ele foi citado em depoimentos do senador Delcídio do Amaral. A acusação seria de que ele  e outros três políticos teriam cobrado propina de  empreiteiros para que eles não fosse convocados para prestar depoimento na CPI da Petrobras no Senado e na CPI Mista da Petrobras (Câmara e Senado), em 2014. O nome de Argello apareceu no mesmo contexto que três pessoas que têm prerrogativa de foro: Vital do Rego, ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), e ex-senador; e os deputados Fernando Francischini (SD-PR) e Marco Maia (PT-RS). Argello foi preso sob determinação do juiz Sergio Moro.

2 comentários em “Quase ministro, ex-senador Argello é preso em nova fase da Lava Jato

  • 12/04/2016, 15:13 em 15:13
    Permalink

    ESSE PTB só encrenca.Já não bastava o PP.

    Resposta
  • 12/04/2016, 17:53 em 17:53
    Permalink

    Cuidado Natalia Falavina, esse é o partido que te enfiaram.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: