Salsicha, prostitutas e futebol: a cultura do desperdício na Volkswagen

Blog do Caruso

Concertos de rock, patrocínios milionários, parques de diversões, turismo sexual e até uma fábrica de salsichas. O império da Volkswagen vai muito além dos carros. Com o maior escândalo de todos os tempos na história da indústria automotiva, alguns desses luxos e supérfluos com certeza vão desaparecer.

Wolfsburg, a cidade ferroviária com cerca de 125 mil habitantes, sede da Volkswagen, é o epicentro do escândalo de manipulação de emissões poluentes que afeta pelo menos 11 milhões de carros em todo o mundo. A Volkswagen precisava disso? Não.

Fabrica alguns dos melhores carros do planeta, tinha boa reputação, sonhava alto, mas foi consumida pela ganância a qualquer preço, a luta desesperada em busca da última moeda de lucro. É quase certo que não está sozinha nisso, devendo logo ser acompanhada de outras marcas. Outros impérios podem ruir do dia para a noite. Ao permitir que seus executivos praticassem a fraude, a Volkswagen se escorou na própria arrogância, tendo certeza de que não seria flagrada e que nada poderia acontecer, além de aumentar seus lucros. (Leia mais)

Deixe uma resposta