Sindicato cobra providências sobre precarização da Universidade Estadual de Londrina

A ASSUEL Sindicato reúne nesta terça-feira (dia 8), a partir das 10h, com o Promotor de Justiça de Defesa da Saúde Pública, Paulo Tavares, para discutir as providências que o Ministério Público tomou diante do documento com o diagnóstico da precarização da UEL e órgãos suplementares, protocolado pelo sindicato em dezembro do ano passado.
 Entre os pontos que constam no documento está o repasse de custeio da UEL que está atrasado, a dívida do SUS e do Estado com o HU; a reposição para o quadro de funcionários, cuja falta totaliza 750 servidores e a conclusão de obras paradas como a da nova Clínica Odontológica (COUNP) no Campus.

Deixe uma resposta