Sobre o Londrina: Velha e engraçada

Augusto Mafuz

A questão do Londrina é simples: a notificação de uma decisão da Justiça Desportiva, em razão da natureza sumária do rito, dá-se na própria sessão de julgamento, sem nenhuma outra formalidade. É a hipótese da notificação presumida. Germano estava suspenso para a primeira rodada do Estadual. Jogando, o Tribunal de Justiça Desportiva paranaense teve causa para censurar o Londrina com a perda de seis pontos. Decisão irrepreensível, que recusou a envelhecida e engraçada tese de que a notificação teria que adotar a formalidade dos atos processuais comuns.

A sugestão de que o campeonato pode estar ameaçado em razão de recurso ao STJD soa como ameaça. E o agente é o mesmo que defende o Atlético e o Paraná. E se o interesse do Londrina contrariar o interesse do Furacão, do Tricolor, ou dos dois, o campeonato vai parar?

O Londrina irá sobreviver a perda dos pontos. Tem estrutura, time e comando. E seu gestor Sérgio Malucelli deve ir além: usar o fato para escolher qual é a melhor opção para a fase eliminatória. De repente, ser primeiro pode não ser interessante.

Deixe uma resposta