Uber entra “pela porta dos fundos” em Londrina

O Uber começa a funcionar em Londrina nesta sexta-feira. O prefeito Alexandre Kireeff lamentou que a empresa de transporte privado tenha entrado “pela porta dos fundos”. Segundo ele, que ficou sabendo da notícia através da imprensa, o Uber havia se comprometido a enviar propostas de trabalho e regulamentação. Kireeff desejou que a empresa não gere na cidade conflitos entre os contratados.

6 thoughts on “Uber entra “pela porta dos fundos” em Londrina

  • 19/08/2016, 15:18 em 15:18
    Permalink

    acredito, que no mundo de hoje, a livre concorrencia, o livre mercado, é a melhor opcao, para todos, inclusive se for no meu ramo de atuação.
    Sempre vou privilegiar a MINHA decisão, livre, de escolha, seja para qualquer serviço ou produto.

    Resposta
  • 19/08/2016, 21:40 em 21:40
    Permalink

    O prefeito, que é chegadinho às novidades cibernéticas, está descobrindo que nesse novo mundo o cargo de prefeito é quase pré-histórico. O Uber não está chegando “pela porta dos fundos”, está chegando pela porta digital. Quanto ao desejo de que não haja conflitos, provavelmente seu desejo será completamente ignorado. Ou melhor, vai depender da boa vontade de quem vai ver seu mercado cativo de trabalho encolher. O resultado final: a turma do Uber nem vai dar bola pro prefeito; os velhos taxistas vão dizer que o prefeito é um frouxo. Segura que o touro não é mecânico!

    Resposta
  • 19/08/2016, 21:49 em 21:49
    Permalink

    Meu amigo, se você tem um Honda Civic, Corolla, Cruze ou um Focus Sedan, na cor preta, melhor não dar carona pra ninguém. E se você tiver pinta de motorista de táxi bacana, cuidado, pode não fazer bem pra saúde ser confundido com a turma da Uber. Até a turma se acostumar com a Uber, deixe o carrão na garagem.

    Resposta
  • 20/08/2016, 05:49 em 05:49
    Permalink

    Em Londrina existem apenas duas empresas que exploram o transporte coletivo; salvo engano duas que exploram os serviços de táxi. Esse negócio de monopólio e ou oligopólio tem que acabar, gente ( essa situação só é benéfica aos empresários, – donos dessas empresas de ônibus e táxi). O que a gente vê de carros com apenas um motorista. Em minha opinião quem ganha com a vinda / implantação da Uber é o cidadão, haja vista poderá se locomover pela cidade sem ter que depender única e exclusivamente dos ônibus e / ou táxis ( além do que os valores dessa modalidade é bem mais em conta do que um táxi, não?!. Simplismos à parte, mas sugiro que taxistas que eventualmente se sentirem prejudicados, é simples: usem os seus carros particulares, – pois sei a maioria possui um, e experimentem trabalhar com essa modalidade também, oras!! Agora por causa de uma “meia dúzia” ( no caso dos empresários não chega nem a isso). Então eu pergunto: é justo a população, que é a maioria, e também a mais interessada, deve ficar em segundo plano nesse escancarado jogo de interesses, é justo?!Esses monopólios ou oligopólios, enfim, só beneficiam, repito uma cambada já bem abastada, não acha?! Essa é minha opinião, longe de mim polemizar essa questão..Sinceramente não sei o que esses vereadores, excetuando um ou outro, que se dizem representantes da população, estão a fazer que não trazem essa discussão de forma mais veemente e clara à opinião pública, não sei!

    Valdemir Costa – jornalista

    Resposta
  • 20/08/2016, 05:50 em 05:50
    Permalink

    ***Valores são***

    Resposta
  • 21/08/2016, 19:07 em 19:07
    Permalink

    Como prefeito da cidade, ele deveria regulamentar o UBER e não ficar “lamentando”, ou sabe ou não sabe administrar a cidade. Isto passa necessariamente pelas suas mãos. É um serviço que está sendo implantado em Londrina. Qual é o seu posicionamento Kireeff?? Vai ficar rezando para que não tenha conflitos ou vai tomar alguma atitude?

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: