Um grupo de arrepiar

Paulo Schimidt, José Maria Marin, Ricardo Gomide e Del Nero

Um preso (Marin), outro acusado (Del Nero). Agora dois denunciados – um acusado de comprar voto do Maringá (Gomide) com dinheiro do Coxa e outro por ‘ganhar’ licitações na CBB (Schimitt).

Por Lúcio Castro/UOL

Você já deve ter ouvido falar de Paulo Schmitt, o procurador-geral do STJD, em assuntos relacionados ao futebol. O que provavelmente não sabe é que ele reina soberano no basquete. Ganha R$ 35 mil mensais para prestar assessoria jurídica para a CBB. E, desde o ano passado, está invicto: venceu as seis licitações –em todas, superou as mesmas duas empresas concorrentes, ambas de pessoas muito ligadas a ele-, para prestar assessoria jurídica para a CBB em convênios com o Ministério do Esporte. A reportagem teve acesso a ampla documentação e constatou que mesmo sem calcular o ganho de alguns dos contratos, a empresa de Schmitt, a “Praxis Consultoria e Informação Desportiva”, somará mais de R$ 3 milhões, em uma estimativa conservadora, pelos contratos já garantidos. (leia mais)

Um comentário em “Um grupo de arrepiar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: