Vai entender essa Câmara. Novo diretor geral da Casa responde processo por improbidade

Fala sério.

A Câmara de Vereadores de Londrina procura né. Como procura encrenca para sair mal na fita.

O novo diretor geral da Câmara, Mark Sandro Sorprezo de Almeida, nomeado pelo presidente interino da Casa, vereador Ailton Nantes, responde a processo de improbidade administrativa na Justiça por suposta irregularidade em licitação para compra de marmitas no município de Rolândia (Região Metropolitana de Londrina). Trata-se de uma ação civil pública protocolada pelo MP (Ministério Público) em setembro de 2015, contra Almeida e o ex-prefeito de Rolândia Jonny Lemman, que pede a devolução de R$ 155 mil aos cofres do município. A informação é do jornalista Guilherme Marconi, da Folha de Londrina. Ele é foi alvo também de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), conhecida como ‘CPI da Marmita’, aberta pela Câmara de Rolândia em 2012.

Seu Ailton Nantes, você realmente não encontrou outra pessoa capacitada para dirigir a Câmara? Ou nomeou o cara porque gosta de emoções fortes? Ou ainda não pesquisou sobre o passado do novo contratado?

Pior, é a mania de achar que ninguém vai questionar. Almeida era chefe de gabinete de Nantes, mas, como ficava só no gabinete, “el pueblo” meio que deixou pra lá. Mas enquanto diretor geral da Câmara, Mark Sandro Sorprezo de Almeida deveria sim ter um curriculo sem questionamentos.

Pior 2, o vereador Ailton Nantes, também se transformou num político fujão, ele se recusou a dar entrevistas sobre a nomeação, apenas uma nota para a imprensa dizendo que a nomeação atendeu as normas da Casa.

Ah tá, então tá!

6 comentários em “Vai entender essa Câmara. Novo diretor geral da Casa responde processo por improbidade

  • 08/02/2018, 11:22 em 11:22
    Permalink

    O Boca Aberta já está preparando uma incursão na Igreja dele para alertar os fiéis.

    Resposta
  • 08/02/2018, 11:25 em 11:25
    Permalink

    Rolândia é um assombro desde José Perazzolo.
    Agora Londrina importa Rosangela Micheletti como diretora financeira da Sercomtel também.
    Ninguém poderia contratar alguém de Arapongas: pelo menos pagava 2 pedágios diários.

    Resposta
  • 08/02/2018, 12:11 em 12:11
    Permalink

    Po quanfo essa Câmara vai aprender ? Está sempre se metendo em confusão e noticiário policial. Será que só tem analfabeto ai;ou pensam que o povo é trouxa?

    Resposta
  • 08/02/2018, 12:56 em 12:56
    Permalink

    E tem o diretor da CMTU tambem de Rolândia

    Moreno

    Resposta
  • 08/02/2018, 13:00 em 13:00
    Permalink

    E para abrilhantar o baile dizem que o tal de MORENO da cmtu vem de lá……falta mais nada, fechem tudo

    Resposta
  • 08/02/2018, 13:28 em 13:28
    Permalink

    Se bem que essa de currículo limpinho é relativo. Entre esses jornalistas que cobrem GAECO tem repórter de grande veículo que gosta de mandar cartas anônimas para os patroes para derrubar chefia que não está alinhado aos interesses da categoria, vide normas do sindicato londrinense. E o pior é que eles ainda colocam a culpa em outros jornalistas. Esse caso é emblemático e o cara ficou sujo e sempre é limado na categoria. É nunca tem a defesa do sindicato. Essa imprensa também é suja e esses medalhoes não são Santos. Usam de meios sórdidos para garantir o deles e ainda queimam as fuças de quem não é da patota. A recomendação é de procurar a justiça, mas é caso para tomar uma tunda das autoridades. Isso sim…

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: