Voto Impresso Auditável

Voto auditável, urna e impressora

Por Renato de Castro Menezes*
Seria nossa urna eletrônica, sem a conferência impressa, aceita pelo critério alemão?

A PEC 135/2019, mais conhecida como a PEC do voto impresso auditável tem causado inúmeras controvérsias. Infelizmente ela ganhou um contorno mais partidário do que técnico. Virou o “Projeto do Bolsonaro”, ao qual os partidos de oposição devem derrotar, pois seria uma “derrota do Presidente”. Mas seria mesmo uma derrota “do Presidente”? (mais…)

, , , , , ,

Semana importante para definição do voto auditável

Bolsonaro e o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso- foto Marcos Corrêa/PR

da Veja

Publicamente, o discurso de ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é uníssono no sentido de que as urnas eletrônicas são totalmente seguras, que não há motivo algum para a implantação do voto impresso e que a medida representa um retrocesso de gasto bilionário desnecessário. Em caráter reservado, no entanto, integrantes da Corte Eleitoral já fazem uma avaliação mais pessimista — ou realista — do cenário que se desenha no Congresso, onde são concretas as chances de aprovação da proposta defendida fervorosamente pelo presidente Jair Bolsonaro. (mais…)

, , , , , , , ,

O que há por trás do Voto Auditável. Direita e esquerda estão nessa juntas?

, , , , , , , , , ,

Justiça determina que deputado Filipe Barros retire de suas redes sociais postagens consideradas ofensivas a Promotora

O deputado federal Filipe Barros (PSL) de Londrina perdeu a primeira batalha na Justiça contra a Promotora de Justiça Suzana de Lacerda.

O juiz Jamil Riechi Filho, da 4ª Vara Cívil, deferiu liminar de antecipação dos efeitos para o fim de determinar que o
requerido, FILIPE BARROS BAPTISTA DE TOLEDO RIBEIRO, retire de todas as suas redes sociais (Facebook e Twitter), as postagens ofensivas à honra da autora. (mais…)

, , , , , ,

PSL quer suspender as atividades de 17 parlamentares

Arquivo Câmara Federal

A Executiva Nacional do PSL pretende suspender das atividades de 17 parlamentares alinhados ao presidente Jair Bolsonaro na tentativa de recuperar a liderança do partido na Câmara dos Deputados. A lista inclui dois deputados federais paranaenses: Aline Sleutjes e Filipe Barros (foto), que ficaram ao lado de Bolsonaro na briga entre o presidente da República e a direção nacional da sigla, comandada pelo deputado federal Luciano Bivar. A medida ainda precisa ser referendada pelo diretório nacional da legenda, que tem reunião marcada para o próximo dia 11. (mais…)

, ,

Câmara decide na segunda se cassa o mandato dos vereadores da ZR3

Deu ruim para os vereadores de Londrina Rony Alves (PTB) e Mário Takahashi (PV). Os dois são acusados de improbidade administrativa, de terem recebido “benefícios” para aprovar mudanças de zoneamento em áreas da cidade e agora. Alvo de denúncias no Ministério Público (Operação ZR3) e também de uma Comissão Processante na Câmara. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Projeto para revogar lei do IPTU é admitido pela Câmara

E o IPTU volta com força à cena política londrinense. Ontem a Mesa Executiva da Câmara deu início a tramitação do Projeto de Lei de Iniciativa Popular que pode revogar o aumento brutal do IPTU imposto pelo prefeito Marcelo Belinati. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Regimento interno da Câmara pode provocar impasse sobre o resultado da votação da CP

E os advogados dos vereadores de Londrina, afastados pela Justiça, Rony Alves (PTB) e Mário Takahashi (PV), já estão analisando a sessão de ontem que definiu a abertura de uma Comissão Processante contra seus clientes. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , ,

TJ mantém suspensão de aumento do IPTU de três contribuintes de Londrina

Por Bruno Carraro/CBN Londrina

Três contribuintes de Londrina, tiveram mais um ganho na Justiça contra o aumento do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU. Em janeiro desse ano, os três contribuintes entraram com uma ação contra a prefeitura de Londrina pedindo a suspensão do aumento do IPTU. O Tribunal de Justiça havia suspendido – em decisão liminar – o reajuste. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Moradores vão protocolar projeto de Iniciativa Popular contra o IPTU

Não pensem que, passados três meses de porradaria sobre o IPTU, o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, e os vereadores que aprovaram o projeto extorsivo, vão ter sossêgo.

Amanhã vários grupos sociedade protocolam projeto de iniciativa popular na Câmara de Vereadores de Londrina
O Movimento Popular Contra o Aumento Abusivo do IPTU. Será às 14, às 12 horas, na Câmara Municipal, o projeto de lei de iniciativa popular, o qual visa revogar a lei que majorou o IPTU da cidade.
O projeto vai assinado por 18 mil londrinenses.

Segundo o os autores, o IPTU foi decidido de afogadilho, sem discussão ampla com a sociedade.
O que se pretende é que a atualização da planta de valores seja debatida, exaustivamente, de forma a se encontrar um ponto de equilíbrio entre as necessidades do Município e o poder aquisitivo dos contribuintes.

, , , , , , , , , , , , , , , ,

PPS decide expulsar vereadora Daniele Ziober que votou pelo aumento do IPTU

Reunidos hoje de manhã em um hotel de Londrina, a Executiva do PPS decidiu acatar a recomendação da Comissão de Ética do Partido e expulsar a vereadora Daniele Ziober de seus quadros.

O partido alega que ela não acatou a recomendação de votar contra o aumento extorsivo do IPTU em Londrina.

A Câmara de Vereadores será comunicada nos próximos dias.

 

, , , , , , , , , , , , , , , ,

Indignados com o aumento do IPTU de Londrina moradores protestam pelas ruas de Curitiba

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,