A Copel já se preparou para desembarcar da Sercomtel

O que mais existe é a cultura do “é possível, nós vamos fazer” na política.
Mas quando o gestor vai enfrentar o drama da receita pequena e a despesa grande e que só aumenta, aí vai a famosa frase: “a dificuldade do momento político e da conjuntura econômica que o Brasil vive”.
E dá-lhe aumento de IPVA, ICMS, Taxas do Detran e ITCMD pelo Beto Richa, CIDE, PIS e Cofins pelo Michel Temer, IPTU, ITBI e Taxas do Lixo e outras cositas pelo Marcelo Belinati.
Cortar na carne não é possível?

Há tantos auxiliares que fazem contas e não mexem no principal: reduzir custos?
Na Sercomtel é a mesma coisa – enfrentam os tubarões de águas profundas das companhias internacionalizadas, mais as dos fundos de pensão e empreiteiras como Andrade Gutierrez investiram (Telemar, Brasil Telecom, Oi e etc) – e ainda carregam o estigma de ser a única estatal do setor, já que a Telebras rediviva pelo PT não consegue sair do lugar.
Os parceiros políticos já se desentenderam (http://bit.ly/2ywRMJf e http://bit.ly/2xSspBX), os funcionários da Sercomtel mandam desde sempre nas finanças (http://bit.ly/2ioyRtu), e os estudos internos da sócia Copel não são animadores como revelou o blog do Fernando Brevilheri (http://bit.ly/2gSOeXE). 
O estudo de 12 de janeiro de 2016 http://bit.ly/2yEh7k4 é assinado por Walter Guandalini Junior e Osmari Penteado Santos, ex-Conselheiro Fiscal e atual membro do Conselho de Administração da Sercomtel e encaminhado pelo ex ministro e deputado federal Reinhold Stephanes (PSD) como diretor presidente da Copel Participações, em 20 de janeiro, pelo ofício RE-PAR/C 01/2016 ao ex-presidente da Copel e hoje diretor geral de Itaipu, Luiz Vianna afirma: “4.A Copel investiu ao longo do tempo R$ 193.058.718,56 … que corrigidos … até 31.12.2015 representam R$ 784.057.414,44, não tendo, esta Companhia, recebido dividendos ao longo desses anos.
A Copel investiu e não recebeu dividendos de 1998 a 2015!
E pelo item já tomou medidas para reduzir a carga Sercomtel de seu balanço, despedindo-se da sociedade: “5.No balanço consolidado da Sercomtel, de 30.09.2015, seu patrimônio líquido totalizou R$ 90.182.288,70. … A Copel, por meio do teste de impairment * … já deduziu integralmente de seu balanço os valores investidos na Sercomtel contra débito a resultado.
E para que não julguem inadequadamente o blog esclarecemos: *Impairment é uma palavra em inglês que em sua tradução literal significa deterioração. 
Tecnicamente trata-se da redução do valor recuperável de um ativo. E o teste de impairment é aplicado em casos de obsolescência, reestruturação ou venda parcial de ativos; de performance econômica pior do que a esperada, com objetivo de estimar o valor recuperável da sua perda; de liquidação da empresa e de depreciação acelerada.
A Copel tecnicamente já se preparou para o desembarque da sócia Sercomtel. 

5 comentários em “A Copel já se preparou para desembarcar da Sercomtel

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: