Crise Cida x Beto: a punhalada era certa, mas veio antes do esperado

do Contraponto
Está pior do que se imagina o clima de ruptura política entre os grupos do ex-governador Beto Richa e de Cida Borghetti/Ricardo Barros. Beto se queixa da fritura em óleo quente de que estaria sendo vítima por parte do governo. Reclama que seus aliados que permaneceram na administração estariam sendo perseguidos, desprestigiados e demitidos (ou quase), como nos casos de Deonilson Roldo, seu ex-chefe de Gabinete, e de Ezequias Moreira, que se manteve precariamente à frente da secretaria extraordinária do Cerimonial.

Mais grave que isto: Cida Borghetti e Ricardo Barros não estariam sendo suficientemente solidários com Beto frente à saraivada de denúncias de que vem sendo vítima a partir de dois momentos bem definidos – o de sua saída do governo e, logo em seguida, da remessa para a primeira instância da Justiça de uma penca de inquéritos em que seu nome está envolvido.

O ex-governador reclama que a recíproca não está sendo respeitada: deixou o governo antes do tempo para viabilizar a intenção de Cida Borghetti de se candidatar à reeleição, mas só tem recebido desatenção e, mesmo, mal disfarçadas punhaladas. A governadora e seu marido, deputado Ricardo Barros, já sentiram o peso de desgaste que a campanha dela poderá sofrer se tiver Richa no mesmo palanque como seu candidato a senador.

Presidente estadual do PSDB, legenda que em tese está comprometida com o apoio a Cida, Beto Richa chega a pensar em se desvincular da aliança e fazer campanha independente, aproveitando o bom tempo de propaganda que o partido lhe garante. Não tem esperanças de se juntar à chapa majoritária de Ratinho Jr. e já recebeu sonoro não de Osmar Dias diante da simples especulação de que poderia se aproximar dele.

7 comentários em “Crise Cida x Beto: a punhalada era certa, mas veio antes do esperado

  • 24/05/2018, 13:41 em 13:41
    Permalink

    Já passou da hora da Cida se livrar das encrencas Roldo e Exequias, que não valem o que comem. Bem faz a Cida em moralizar a coisa pública. Corruptos não combinam com a família Barros e com o perfil de honra, ética e moral do Ricardo. Cida, Bota pra correr esses merdas que mamaram anos na teta do Estado. Antes que essa corja macule a imagem integra e honesta da familia Barros.

    Resposta
  • 24/05/2018, 13:51 em 13:51
    Permalink

    Bem faz a Cida em livrar a Administração destes corruptos Roldo e Ezequias, que já deveriam estar na cadeia.Caso contrário isso pode macular a imagem integra, honesta, ética e moral da família Barros. Nunca antes na história do Paraná, o Palácio do Governo foi ocupado por pessoas tão íntegras, honestas, éticas e que odeiam e combatem a corrupção.

    Resposta
    • 24/05/2018, 19:57 em 19:57
      Permalink

      O autor deste comentário com certeza é de Maringá. E deve ter um bom cargo com um gordo salário. E ocupar um cargo em alguma empresa pública, como uma telefonica local. Outra característica inconfundível do clã Barros…

      Resposta
  • 24/05/2018, 20:39 em 20:39
    Permalink

    Será que a governadora, que tem interesses eleitorais próprios, resolveu desmontar uma azeitada rede de apoio ao candidato Beto Richa instalada em órgãos públicos estaduais? Isso tem deixado muitos tucanos realmente estressados. Já já o ex-governador visitará prefeitos que lhe haviam garantido fidelidade absoluta mas já devem também se bandeando para o lado de quem tem a caneta e o Diário Oficial à disposição. E nós só pagando as contas…

    Resposta
  • 24/05/2018, 21:27 em 21:27
    Permalink

    O PP vai levar uma tunda gigantes nas eleições. Depois da tunda, o próximo a desabar será o prefake Belinati sobrinho.

    Resposta
  • 24/05/2018, 23:06 em 23:06
    Permalink

    Passarinho que dorme com morcego acorda de ponta-cabeça!

    Resposta
  • 25/05/2018, 09:19 em 09:19
    Permalink

    De acordo Palaciano

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: