Além de todo o material escolar, alunos da rede municipal de Londrina vão ganhar mochilas

do N.Com

Todos os mais de 46,5 mil estudantes da rede municipal de ensino, das áreas urbana e rural, receberão da Prefeitura de Londrina um kit personalizado com materiais escolares, uniforme e mochila para realizarem o ano letivo de 2024 com ainda mais qualidade e gerando economia às famílias. O prefeito Marcelo Belinati e a secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal, anunciaram nesta terça-feira (9) que o investimento com este pacote será de R$ 14.802.873,16 com recursos próprios, viabilizando a entrega dos itens, prevista para ser concluída entre o final de janeiro e o início de fevereiro, quando as aulas serão retomadas.

Assim como ocorreu em 2023, serão contemplados com os kits tanto os 34.881 alunos das escolas municipais da cidade, abrangendo P4, P5 e 1º ao 5º ano do ensino fundamental, como as 5.189 crianças pequenas de berçário (CB, C1 e C2) e pré-escola (P4 e P5), matriculadas nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), além dos 6.437 alunos dos Centros de Educação Infantil (CEIs) filantrópicos conveniados com a Secretaria Municipal de Educação (SME). Quem também recebem os kits são os estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

A grande novidade no kit escolar de 2024 são as mochilas, itens que não estavam entre os adquiridos e entregues no ano anterior. Confeccionadas em dois tamanhos para atender as crianças de diferentes faixas etárias, as mochilas são personalizadas e padronizadas na cor preta e com estampa desenhada colorida destacando o personagem Vidinha e sua turma, que são os “alunos” do Programa VIDA, utilizados pela SME em campanhas e ações da rede municipal. Os valores unitários das mochilas para a Prefeitura são de R$ 57 e R$ 59. Os cadernos e estojos também são personalizados com os personagens, proporcionando um aprendizado mais divertido e interativo.

São itens que compõem os kits de materiais, havendo variações por idade, agenda escolar, bloco de desenho, cola líquida, giz de cera, pasta escolar, tinta guache, estojo, mochila, caderno, lápis preto, lápis de cor, massinha de modelar, papel sulfite, pincel, caneta, régua, borracha, apontador, entre outros.

Quanto aos uniformes, cada criança receberá um kit de verão que conta com uniformes novos, sendo duas camisetas manga curta e uma bermuda, além de um kit inverno composto por uma camiseta manga longa, uma calça e uma jaqueta. Ao todo, serão quase 286 mil peças de roupa entregues, dos quais 141 mil são camisetas de manga curta, ou seja, duas para cada pessoa, e 47 mil bermudas, 47 mil camisetas manga longa, 47 mil calças e 47 mil jaquetas.

Foto: Divulgação / N.Com

Os kits são preparados e montados conforme a idade dos alunos, sendo que todos terão garantido o direito a material escolar, uniforme e mochila. As entregas são feitas por etapas e alguns itens adquiridos no final do ano passado já estão sendo encaminhados. Outros fornecedores devem começar a fazer suas entregas à SME a partir do dia 22 de janeiro, quando as unidades escolares abrirão novamente. Os cadernos personalizados, mochilas e estojos serão entregues direto na escola pelas empresas. A SME trabalha para que tudo esteja pronto antes do primeiro dia de aula, que será 5 de fevereiro.

Dos cerca de R$ 14,8 milhões investidos pela Prefeitura de Londrina, R$ 6.163.507,81 estão sendo aplicados para a compra de materiais escolares, R$ 5.501.429,35 para aquisição de uniformes e R$ 3.137.936,00 são destinados para obter as mochilas. Foram 16 empresas contratadas via licitação para fornecer os elementos que integram os kits escolares de 2024, das quais seis operam em Londrina, incentivando os empreendimentos do comércio local e contribuindo para que os recursos públicos circulem na própria cidade.

O prefeito Marcelo Belinati destacou que disponibilizar uniformes, materiais e agora mochilas representa não somente uma ação de caráter educacional e social importante, a fim de criar melhores condições às crianças, mas também significa economia às famílias. “Sabemos que muitas pessoas não conseguem arcar com todos os custos relacionados aos estudos dos alunos, então os kits fornecidos pela rede municipal contribuem com uma parte importante parcela financeira para as famílias nesse quesito. A iniciativa é mais uma que vem para fortalecer o processo progressivo de qualificação dos serviços prestados pela nossa educação municipal”, comentou.

Para a secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal, a disponibilização dos kits fortalece as políticas públicas voltadas ao ensino na rede municipal, proporcionando ainda mais equidade e qualidade no atendimento ofertado aos alunos. “As escolas já haviam recebido os kits escolares em 2023 e tivemos uma aceitação muito boa, todos ficaram bastante animados e contentes com o resultado, as famílias e as crianças contando com uniformes e materiais escolares novos. Agora, em 2024, também ganharão uma mochila nova e também personalizada para levar o que precisam, um diferencial que agrega muito. Com essa evolução, todas as crianças têm acessos iguais na rede pública municipal, com os melhores cadernos e itens, o que traz uma sensação de maior pertencimento a elas, sem diferenças nem discriminações”, enfatizou.

Nesse contexto, a titular da pasta ainda frisou que tais fatores contribuem para criar um ambiente mais seguro, tranquilo e produtivo nas unidades escolares. “Esse processo amplia a inclusão e as crianças podem aprender mais e melhor, recebendo o mesmo tratamento e respeito. Isso reflete na qualidade do ensino como um todo. Os investimentos que a Prefeitura está fazendo são exatamente voltados para essa finalidade, que é possibilitar oportunidades iguais a todos”, sublinhou Paschoal.

Kits por série e uniformes – Dos mais de 46 mil kits adquiridos pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação, 516 serão destinados ao CB (R$ 46.006,56; 1.525 para o C1 (R$ 146.796,50) e 6.048 para o C2 e C3 (R$ 807.690,69), além de 10.992 para os estudantes do P4 e P5 (R$1.708.255,60).

Para o 1º ano do Fundamental são 6.186 kits, totalizando R$ 1.124.924,10; para o 2º e 3º ano são 10.899 kits e investimento somado de R$ 2.082.729,01 ; Já para o 4º ano serão entregues mais 6.164 conjuntos (R$ 1.372.599,52 ) e para o 5º ano 5.644 kits com valor de R$ 1.256.805,92. Outros 593 irão beneficiar a Educação de Jovens e Adultos (EJA), perfazendo investimento de R$ 91.209,33

Cada kit de material escolar custou, de forma unitária, para a Prefeitura, de R$ 89,16 até R$ 222,68 – incluindo as mochilas. Já os gastos com os uniformes são de R$ 39,33 por cada kit de verão, e de R$ 72,22 para o kit de inverno. O investimento do Município em uniformes, por criança, fica em R$ 111,55

O custo unitário da camiseta manga curta é de R$ 10,99 e a bermuda tem valor de R$ 17,35. A camiseta manga longa possui os mesmos R$ 10,99 de custo; e a calça e a jaqueta tiveram preço orçado em R$ 22,33 e R$ 38,90, respectivamente.

Compartilhe
Leia Também
Comente

Um comentário

  1. Glaucia

    Dinheiro público muito bem gasto. Louvável. 👏👏👋
    Parabéns ao Prefeito e a Secretária de Educação.
    Porém, faço uma ressalva importante.
    Como avó que leva sua neta para a escola, eu acho muito importante o Prefeito e a Secretária de Educação exigir do fornecedor qualidade no material didático, inclusive que a mochila seja reforçada, forte e suporte o peso do material, para que dure no decorrer do ano letivo.
    Senão, os elogios recebidos por muitos nas redes sociais se transformarão em xingamentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar
Anúncios
Paçocast
Anúncios