PF diz que há indícios de que ministro de Bolsonaro cometeu crimes de corrupção

do Congresso em foco

O Polícia Federal (PF) afirmou em relatório enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta sexta-feira (8), que há indícios de que o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP-PI), cometeu os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A investigação apontou que o empresário Joesley Batista, ex-presidente da J&F, pagou propina na ordem de R$ 5 milhões ao PP em troca de apoio para o projeto de reeleição da então presidente Dilma Rousseff (PT), em 2014. Segundo o relatório, o esquema funcionou entre os anos de 2014 e 2017. A investigação foi iniciada em 2018.

O atual ministro da Casa Civil do governo Bolsonaro (PL) também recebeu, de acordo com o relatório, R$ 8 milhões para adiar uma reunião do PP que decidiria se o partido estaria, ou não, na base do governo petista. O pagamento dos valores foi dividido em parcelas de R$ 500 mil, pagos a cada 15 dias. O relatório da PF contou com as delações premiadas de Joesley Batista e Ricardo Saud, que foi diretor de relações institucionais da J&F. O STF deve remeter o relatório da PF ao procurador-geral da República, Augusto Aras, que decidirá se apresenta denúncia, ou arquiva a investigação. Além de ministro, Ciro Nogueira é presidente licenciado do PP.

Leia Também

Das coisas da política

Em recente reunião em Londrina, o ex-governador Beto Richa (PSDB), em pré-campanha para deputado federal,...

Alerta Dengue. CMTU, a bola está com vocês

Em tempos de dengue, este blog dá a letra para Companhia Municipal de Trânsito e...

Querendo ignorar a história e os feitos já realizados

Das bobagens das campanhas. É comum um governante durante seu mandato acreditar que antes dele...

Comente!

guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Satanás
Satanás
1 mês atrás

Ainda bem que, agora, o ministro da Casa Civil se converteu ao bolsonarismo, e faz três e anos e meio que ele não desvia um centavo dos cofres públicos. Quá! Quá! Quá!