Colegas de turma na faculdade, promotor e auditor se reencontram: um acusador, o outro acusado

Do blogueiro Fábio Silveira/Baixo Clero
FORMATURA DIREITO

Ninguém imaginaria que mais de duas décadas depois da formatura, dois colegas de turma se encontrariam na situação de investigador e investigado. O primeiro à direita é Renato Lima Castro, em sua formatura no curso de Direito da UEL. Ele se formou na turma 92/2 (significa segundo semestre de 1992, já que na época o regime  acadêmico da UEL era de créditos, semestral), hoje está na Promotor de Defesa do Patrimônio Público e é um dos promotores que atuam nas investigações da Operação Publicano.

Milton Digiacomo, o primeiro da esquerda é auditor fiscal e foi preso quarta-feira, na segunda fase da Operação Publicano. Não quer dizer absolutamente nada. Apenas uma ironia do destino…

Deixe uma resposta