Bronca na Universidade Estadual de Maringá

Estudantes da UEM estão bravos com o reitor da universidade Mauro Baesso, que não acatou o parecer da comissão de sindicância, que recomendou a demissão do professor Moacir José da Silva e a suspensão, por 90 dias, do professor Itamar Flávio da Silveira, ambos do Departamento de História, acusados de assédio sexual. A decisão do reitor foi uma advertência a Itamar e suspensão de 90 dias a Moacir.
Segundo os estudantes, a decisão do reitor deu força aos acusados de abusos, que já estão processando todas as mulheres que os denunciaram.

Com Angelo Rigon

Um comentário em “Bronca na Universidade Estadual de Maringá

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: