Delator diz que encontrou-se com Richa para discutir Caixa 2

Richa e Traiano – Bons Companheios
foto Carta Capital

Do blog do Fernando Tupan

O dono da Construtora Valor, Eduardo Lopes de Souza, afirmou aos procuradores do Ministério Público Federal (MPF) que o então diretor da Secretaria de Educação (Seed) Maurício Fanini participou de uma reunião na casa do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), 45 dias antes da eleição de 2014, para discutir caixa dois. O G1 e a RPC Curitiba tiveram acesso à delação premiada firmada pelo empresário com o Ministério Público Federal (MPF), que ainda precisa ser homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O atual presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), Ademar Traiano (PSDB), também participou do encontro, afirma o empresário. Eduardo Souza é investigado por fraudes em licitações na construção de escolas do estado. Ele é investigado por fraudes em licitações na construção de escolas do Paraná que chegam a R$ 20 milhões. As informações são do G1. Paraná

O esquema foi desvendado pela Operação Quadro Negro, do Ministério Público do Paraná (MP-PR). O escândalo deixou em ruínas obras de seis escolas estaduais que atenderiam milhares de alunos em todo o estado.

O empresário foi preso na primeira fase da operação e ficou um ano e meio na cadeia.

A reunião

O delator afirmou que na reunião ficou acertado que ele também deveria ajudar na campanha do deputado Ademar Traiano à reeleição. Eduardo contou que não estava no encontro e se comprometeu a dar R$ 100 mil para o caixa dois. Ele levou o dinheiro em uma mala no gabinete da liderança do governo na Alep.

Ainda conforme as informações de Eduardo, ao abrir a mala e ver que tinha mais dinheiro, Traiano perguntou: “Não pode me dar mais?”

Eduardo, por sua vez, respondeu que aquele dinheiro já estava comprometido para a campanha do governador. Ele disse ainda que fez outras entregas no valor de R$ 100 mil para Traiano, entre dezembro de 2014 e abril de 2015. Duas delas foram dentro da Alep e uma na casa do deputado.

Em nota, o governador Beto Richa classificou as declarações do delator como afirmações mentirosas de um criminoso que busca amenizar a sua pena.

2 thoughts on “Delator diz que encontrou-se com Richa para discutir Caixa 2

  • 02/09/2017, 00:10 em 00:10
    Permalink

    E os tucanos de Londrina vão fazer uma reunião na Acil, sob o comando do Orsi, o justiceiro pé-vermelho, para convocar uma greve no comércio de Londrina e pedir cadeia para os tucanos e seus aliados delatados? E os paneleiros da Greba não vão mais bater suas panelas? Será que pra esses paneleiros a safra nova de corruptos não vem ao caso?

    Resposta
  • 02/09/2017, 17:33 em 17:33
    Permalink

    A casa do espanto rsrsrs,esse ai com cara parecendo uma mascara de plastico e o outro mais moço e plastificado se não forem pra cadeia ai pode fechar a republica,bandidos ,bandidos bandidos,mas ainda falta o cabelo cis azulado.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: