Ministério Público Federal denuncia amigo de Lula e outros 10 investigados em esquemas de corrupção

Do Estadão

O Ministério Público Federal denunciou nesta segunda-feira, 14, o empresário e pecuarista, José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula, e outros 10 investigados na Operação Passe Livre por corrupção, lavagem de dinheiro e gestão fraudulenta (Lei do Colarinho Branco). Os investigados são suspeitos de participar de um esquema de propinas na contratação da Schahin Engenharia, em 2009, como operadora do navio-sonda Vitoria 10.000, envolvendo um empréstimo de R$ 12 milhões para o amigo de Lula – parte desta quantia teria sido destinada ao PT.

A Procuradoria da República cobra uma reparação de R$ 53, 5 milhões dos investigados.

A Procuradoria da República afirma que existem ‘indícios’ de que Bumlai teria usado ‘indevidamente’ o nome do ex-presidente ‘para conseguir vantagens’.

“Ouvido, o investigado (Bumlai) negou possuir intimidade com o ex-presidente para tratar de negócios. Entretanto, nas buscas realizadas foram encontrados documentos que demonstraram a presença de Bumlai acompanhando o ex-presidente em eventos oficiais em Angola”, destacam os 11 procuradores que assinam a denúncia. (leia mais)

2 comentários em “Ministério Público Federal denuncia amigo de Lula e outros 10 investigados em esquemas de corrupção

  • 14/12/2015, 21:27 em 21:27
    Permalink

    Coitado do Galvão Bueno. Em breve estará em ostracismo absoluto. Ninguém manda trabalhar em empresa que em breve desaparecerá. Todo mundo lembra que Bumlai é amigo do Lula, mas ninguém se lembra que Bumlai foi sócio de Galvão Bueno. KKKKKKK

    Resposta
  • 15/12/2015, 06:56 em 06:56
    Permalink

    E o Galvão Bueno, ex-sócio do Bumlai, não se toca. É a seletividade e notícia requentada.
    O cinismo é a arma da ignorância. Sugiro ler: Márcia Taguri “Como é difícil conversar com um fascista”, 2015.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: