No caso do concurso da Saúde, ninguém se beneficiou, diz advogao

O advogado Frederico Reis, cujo escritório atendeu três servidores da prefeitura de Londrina no caso do Concurso da Saúde em que havia suspeita de fraude, disse que a decisão da Justiça – inocentando todos os acusados – corrobora o entendimento da defesa de que “nunca houve vazamento de informações ou compra de gabaritos, que o plágio só é motivo de cancelar o concurso – o concurso foi cancelado por determinação do prefeito Kireeff – se alguém soubesse sobre ele e tivesse levado alguma vantagem”.

 

Deixe uma resposta