Nota do Deputado Homero Marchese

NOTA OFICIAL

A acusação de que eu teria uma hospedagem em um hotel de Maringá ressarcida pela Assembleia é ridícula. O ressarcimento em questão foi pago para um assessor, lotado em Curitiba, que esteve na cidade a trabalho, o que é plenamente legal. Naturalmente, os divulgadores da mentira serão processados.

Nunca tive um só real ressarcido com alimentação, hospedagem ou deslocamento em Maringá.

6 thoughts on “Nota do Deputado Homero Marchese

  • 12/02/2020, 14:47 em 14:47
    Permalink

    Também não é ilegal a imprensa divulgar informações pois está amparada pela Liberdade de Imprensa da Constituição. Inclusive, os programas policiais passaram a falar sobre a lei de abuso de autoridade que dificulta o trabalho de órgãos como a polícia e a imprensa policial. Artigo 5o da Constituição já!

    Resposta
    • 12/02/2020, 20:38 em 20:38
      Permalink

      Meu amigo, a Lei de Abuso de Autoridade não dificulta nenhum trabalho de policiais que agem conforme a lei. Quanto ao jornalismo policial, na maioria das vezes, é preenchido por falsos jornalistas que nunca denunciam policiais que não respeitam as leis – nem as que regem seu trabalho, muito menos os direitos de suas vítimas – porque só sabem fazer média com as polícias com medo de perder suas fontes.

      Resposta
      • 13/02/2020, 10:57 em 10:57
        Permalink

        Meu trabalho sério de críticas, caro Decio, tem como objetivo ressaltar o que é certo e combater o errado. Veja está operação de hj das prisões de policiais… A Lei de Abuso de Autoridade realmente reprova esses “jornalistas” policiais que colocam um paletó e com ensino fundamental alem de só saber fazer média, calam a boquinha quando os cupinchas vão em cana. Porém, jornalistas sérios tbem são alvo dessa lei absurda.

        Resposta
  • 12/02/2020, 23:42 em 23:42
    Permalink

    Deputado, o senhor poderia nos apresentar os relatórios das atividades desse assessor em Maringá nos dias em que foram pagas essas diárias? Atenção! Não vale relatórios feitos “nas coxas”! E precisam ser bem convincentes…

    Resposta
  • 12/02/2020, 23:46 em 23:46
    Permalink

    E aí, Rigon, já tomou os medidas necessárias para conferir os registros nos livros de hóspedes dos hotéis que forneceram as notas fiscais?

    Resposta
    • 13/02/2020, 11:24 em 11:24
      Permalink

      Esse aí, estranhamente, parou de falar mal do poder faz alguns meses…. Que será que houve?

      Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: