O balanço da Sercomtel e a barragem de Mariana

A Folha de Londrina de hoje (25/04), traz matéria sobre o balanço da Sercomtel.

A diretora financeira diz que a redução do prejuízo foi graças à iniciativa do ex-presidente Luiz Carlos Adati, o homem que anunciou o prejuízo de R$ 800 milhões, em cortar custos e despesas.

Pois bem, boa parte da redução de custos e despesas só aconteceu porque os funcionários não tiveram a justa reposição da inflação.

O salário dos empregados da Sercomtel é o mesmo desde 2016!

O reajuste está represado na barragem de Mariana.

Quando houver a reposição, irá também embora esta redução artificial e precária da redução dos custos e das despesas. Em tempo, é bom lembrar que a diretora financeira é indicada política de Adati na telefônica.

8 comentários em “O balanço da Sercomtel e a barragem de Mariana

  • 25/04/2018, 12:12 em 12:12
    Permalink

    https://www.pacocacomcebola.com.br/geral/mudancas-na-sercomtel/

    Bom perguntar por que a Conselheira Fiscal ROSIMARA ISABEL DOS SANTOS RODRIGUES recebeu seu dinheiro como conselheira indicada pela Prefeitura mas não assinou o Balanço como manda a Lei das S.A.s.
    Ficou com medo de ser retaliada pelo MP?

    Conselho Fiscal
    Jeferson Aparício Feliciano
    Rosimara Isabel dos Santos Rodrigues
    https://www.sercomtel.com.br/institucional/governanca/#1

    DESGOVERNANÇA
    https://www.pacocacomcebola.com.br/geral/sercomtel-e-desgovernanca-corporativa/

    Não publicaram aqui:
    https://www.sercomtel.com.br/acesso-informacao/informacoes-financeiras/balanco

    E aqui também não:
    https://www.sercomtel.com.br/acesso-informacao/informacoes-financeiras/trimestral

    Resposta
  • 25/04/2018, 13:32 em 13:32
    Permalink

    Pra desespero da turma que perdeu a eleição de 2016, foi só o time 55 sair da direção da operadora que a empresa recuperou-se de um prejuízo de R$16 milhões, interessante não? E isso em somente um ano! Tá ai para quem quiser ver. A turma “técnica”, como demonstrado nos balanços contábeis apresentados até então, causou prejuízo financeiro inestimável para a empresa, além dos danos a imagem da operadora, e isso sim o MP deve ir pra cima e será provocado a fazer, aguardem.

    Resposta
  • 25/04/2018, 14:27 em 14:27
    Permalink

    Cara o 55 ainda manda na empresa, basta ver quem indicou o atual diretor financeiro da Contact.

    Resposta
  • 25/04/2018, 14:28 em 14:28
    Permalink

    Aí pessoal da Contact, o carioca está voltando.

    Resposta
  • 25/04/2018, 14:29 em 14:29
    Permalink

    Tem tb o diretor operacional que é 55 na Contact.

    Resposta
  • 25/04/2018, 15:03 em 15:03
    Permalink

    2016:
    Base para opinião com ressalva sobre as demonstrações contábeis individuais e consolidadas
    Conforme mencionado na nota explicativa 10.1, a Companhia mantém crédito a receber da Prefeitura
    Municipal de Londrina, no montante de R$ 23.885 mil, decorrente de empréstimos concedidos,
    cuja realização depende da capacidade da Companhia em obter lucros futuros que permitam
    a compensação através da retenção de 50% dos juros sobre o capital próprio e 100% dos dividendos
    devidos à acionista. Tendo em vista a falta de confirmação dos saldos a receber da Prefeitura
    Municipal de Londrina em 31 de dezembro de 2016, não foi possível concluir sobre a adequação
    do valor a receber apresentado na conta Empréstimos a Acionistas, no Ativo Não Circulante.

    https://www.sercomtel.com.br/sistemas/siteSercomtel/res/institucional/documentos/balanco/Balanco-Sercomtel-2016.pdf

    2017:
    Folha de Londrina página 4 Classificados – 20 de abril de 2018:

    10.1 Empréstimos a acionistas
    2017 R$ 26.262.000,00
    2016 R$ 23.885.000,00

    Referem-se a empréstimos concedidos à Prefeitura de Londrina, sem data estabelecida para vencimento, sobre os quais são auferidos rendimentos com base na variação do CDI – Certificado de Depósito Interbancário. Conforme acordo entre os acionistas, os empréstimos poderão ser amortizados com lucros da Companhia com a retenção de 100% dos dividendos e 50% dos juros sobre o capital próprio. A companhia ingressou com ação civil pública em sede judicial visando o recebimento deste empréstimo, que tramitou na 2 Vara da Fazenda Pública de Londrina. Nessa ação o TJPR decidiu pela não configuração de improbidade administrativa, e que os valores devem ser cobrados pelas vias regulares de cobrança de dívidas. Em sendo assim, o Município de Londrina foi formalmente notificado a pagar o débito, ou inclui-lo em previsão orçamentária, sob pena de a Companhia propor ação de cobrança. A notificação foi enviada à Prefeitura do Município de Londrina, que, por meio de Ofício, alegou a prescrição da dívida, fato que foi contestado através do envio de nova notificação pela Companhia. Após o recebimento da nova notificação, o Município abriu o Processo Administrativo para elaboração de parecer jurídico sobre a questão. O referido processo ainda não foi concluído, contudo a minuta de petição para ajuizamento de ação encontra-se finalizada e será protocolada, caso não haja êxito na cobrança administrativa.

    Resposta
  • 25/04/2018, 18:32 em 18:32
    Permalink

    Como assim o carioca está voltando 😱😱

    Resposta
  • 29/04/2018, 12:26 em 12:26
    Permalink

    É, realmente dizem que o carioca apareceu na Sercomtel Contact Center!!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: