Stephanes é escalado para agir no caso da PR 445. Ou seria não agir?

O governo do Paraná, leia-se Beto Richa, está numa draga de fazer gosto. E agora começa também a aumentar a área de atrito com até então seus apoiadores.

No domingo, na coluna Informe, da Folha de Londrina, Reinhold Stephanes, entrou na discussão sobre a duplicação da PR 445.  Só para relembrar, o prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff (PSD) protocolou um pedido no Palácio Iguaçu para que o governo delegasse competência para que a prefeitura assumisse a duplicação da PR 445.

Obviamente, foi uma faca no pescoço de Richa. Se delegar, assume que o governo do Estado não tem como fazer a duplicação. Se não delegar e não fizer a duplicação, obra reivindicada há décadas, o povo vai ficar emputecido.

Stephanes, que é do mesmo partido de Kireeff, pelo jeito, foi escalado para, digamos, proteger o governo Richa neste mais novo imbróglio.

Veja a nota publicada no Informe Folha:

Stephanes
O atual diretor presidente da Copel Participações, Reinhold Stephanes, entrou em contato com a FOLHA para dizer que “estranhou” a notícia do pedido de Delegação de Competência da duplicação do trecho da PR-445 entre Londrina e Mauá da Serra feito pelo prefeito Alexandre Kireeff na última quarta-feira. Dois anos atrás, quando era chefe da Casa Civil, o governo do Estado propôs o estudo e projeto desta obra por meio de uma Parceria Público-Privada com participação do Estado, afirmou Stephanes. Segundo ele, a proposta foi “absolutamente recusada” pelo prefeito, que não admitia a cobrança de pedágio. “Caso contrário, estudo e projeto básico estariam prontos”, disse Stephanes. A proposta atual do prefeito Alexandre Kireeff é que a prefeitura assuma a gestão e duplicação do trecho da PR-445 e tenha retorno do investimento, que seria feito com financiamento e a cobrança de um pedágio municipal. Stephanes acha difícil que a prefeitura de Londrina consiga um empréstimo para bancar a obra, e que se se conseguir, os juros seriam altos.

Um comentário em “Stephanes é escalado para agir no caso da PR 445. Ou seria não agir?

  • 23/03/2015, 17:11 em 17:11
    Permalink

    Esse Stephanes mudou o domicílio eleitoral para Londrina, achando que os londrinenses iam votar nele pra deputado federal… Tomou na tarraqueta e agora tá aí, mamando nessa teta gorda da Copel. Assim é fácil viver!!!!!

    Resposta
  • 23/03/2015, 19:05 em 19:05
    Permalink

    O Reinold coloque o RICARDO BARROS e a obra sai em tres meses….

    Resposta
  • 23/03/2015, 21:32 em 21:32
    Permalink

    Mais uma ideia deste prefeito que até agora não sabe para que foi eleito senão vejamos. Na campanha afirmava que não iria fazer tapa buracos , mas sim tratamento. Só fez cacas em nossa cidade. Não consegue nem tapar os buracos e ai vem com esta ideia maluca, tanto quanto o seu aspone que falou em lixo zero ,e a nossa coleta seletiva que era exemplo hoje esta um merd…. Votei nele , mas confesso que hoje tenho vergonha desta decisão , pois pensava que era mais responsável.Não acredito que ganha mais alguma eleição, pois mentiu muito na campanha e nada esta fazendo do que prometeu.

    Resposta
  • 23/03/2015, 23:53 em 23:53
    Permalink

    O KKKireeff deveria sim é mobilizar a população londrinense para pressionar o primo do Abi a fazer a duplicação. Aliás, seria uma duplicação bastante simples e relativamente barata. O terreno é plano, não é preciso fazer nenhum túnel. Basta alargar o que está feito e fazer uma mureta no meio.

    Resposta
  • 24/03/2015, 00:01 em 00:01
    Permalink

    O KKKireeff quer emprestar R$ 210 milhões para duplicar a PR 445 e cobrar R$ 5,20 de pedágio. (Nós estamos ferrados: a ACIL defende pedágio de R$ 3,75; o prefeito, R$ 5,20. A próxima proposta vai custar quanto?) Prefeito, faça diferente: Converse com o Gaeco. Ele recupera os R$ 500 milhões (suspeita-se de que a sonegação tenha sido superior a R$ 500 milhões…) sonegados no trambique da Receita Estadual de Londrina e dá esse dinheiro pra duplicação da PR. O troco o Gaeco guarda até a posse do próximo governador…

    Resposta
    • 24/03/2015, 14:49 em 14:49
      Permalink

      Devil, junta a tua turma de viúvas do Belinati, do Nedson e do Barbosa e faz uma força-tarefa pra recuperar os 180 milhões que sumiram da Sercomtel entre 1997 e 2000. Em valores de hoje, são mais de 600 milhões. Dá pra duplicar, triplicar e quadruplicar a PR-445 até pra lá de Mauá! E ainda sobra troco pra asfaltar a cidade inteira!!!

      Resposta
  • 24/03/2015, 11:34 em 11:34
    Permalink

    Além de tirar Londrina das páginas policiais, o Kireeff colocou Londrina no noticiário nacional como uma cidade que recuperou sua autoestima com uma gestão decente. Devil, ajuda a levantar os seus muitos “cumpanheiros” caídos e atolados pela corrupção, e deixa o Kireeff trabalhar em paz.

    Resposta
  • 24/03/2015, 13:53 em 13:53
    Permalink

    Catuai, menos, este povo do Kiref, não se arrisca, porque são todos marinheiros de primeira viagem.Não subestime o poder do dinheiro, todo homem tem seu preço….o meu msmo por qualquer DAS 5 ja arrumava uma biscataiada bonito pro povo da capitar.

    Resposta
  • 24/03/2015, 16:01 em 16:01
    Permalink

    Que horror e condenável esse seu pensamento, Sr Corneta. Conheço o Kireeff, e sei que ele bem diferente de toda essa leviandade que vc escreveu.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: