Uma conta em Paris

Procuradores da Operação Lava Jato receberam a informação de que o doleiro Alberto Youssef teria US$ 287 milhões em um banco em Paris. A conta seria do ex-deputado morto José Janene (PP-PR), considerado o patrono do Petrolão. O Ministério Público Federal quer saber se a viúva, Stael Janene, e o ex-assessor Wagner Pinheiro, que também serviu a André Vargas, ex-deputado cassado, sabem da conta secreta.

http://www.istoe.com.br/colunas-e-blogs/colunista/57_BRASIL+CONFIDENCIAL

Um comentário em “Uma conta em Paris

  • 23/02/2015, 20:25 em 20:25
    Permalink

    Imagine se o doleiro arrependido iria esconder uma conta de 287 milhões de dólares do juiz Moro. Mas se essa conta existir, ele pode negociar com o juiz. Ele entrega o Lula e a Dilma e fica com essa grana a título de bônus de produtividade. Mas se a justiça tiver um mínimo de decência, se o doleiro escondeu essa conta, a delação premiada deve ser cancelada imediatamente. E não adianta o marido da assessora de tucano dizer que foi apenas um esquecimento do réu…

    Resposta
  • 23/02/2015, 21:01 em 21:01
    Permalink

    O Janene pode ser ladrão ,mas não era louco, em deixar esta grana nas mãos da famiglia, tudo menos isto

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: