Vai um aditivo aí meu caro?

O líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno, disse que vai ingressar nesta semana com um pedido na CPI mista da Petrobras solicitando explicações sobre um pagamento de R$ 139,8 milhões que a estatal fez à construtora Camargo Correa cinco anos após a conclusão de uma obra. O caso, divulgado pelo jornal O Globo, revela que a empreiteira recebeu o valor em 2013, pela construção da termelétrica Termoaçu, inaugurada em 2008, no interior do Rio Grande do Norte. A termelétrica foi iniciada no governo FHC e concluída na gestão Lula e passou por paralisações e readequações que encareceram o projeto. Publicado nas Notas Políticas da Gazeta do Povo.
Sem querer ser desmancha prazeres, mas já sendo, não dava para investigar o caso da duplicação do trecho da rodovia PR 445, entre Londrina e Cambé, que teve um aditivo de R$ 19,8 milhões, autorizado pelo governo do Paraná, ao contrato da construtora Triunfo? O contrato entre a empresa e o Governo passa a custar R$ 64,3 milhões, um acréscimo de 49,75%. Segundo o governo, o aditivo será utilizado em serviços de terraplenagem, pavimentação, drenagem, conservação e sinalização da rodovia na intersecção da rodovia com a Avenida Marechal Deodoro, no Jardim Novo Bandeirantes, em Cambé.

E ninguém previu isso? Quase 50% de aditivo?

2 comentários em “Vai um aditivo aí meu caro?

  • 17/11/2014, 18:36 em 18:36
    Permalink

    Seria uma grande oportunidade para que O GAECO mostrasse a sua imparcialidade e verificasse este absurdo. Aliás 2 dias após a eleição o governo concedeu um aditivo de 20 milhões seria esta mais um? ACREDITO MUITO QUE NESTA ESTEIA DE DENUNCIA LOGO TEREMOS NOVIDADE ABSURDAS DE MUITOS IMPOLUTOS ENVOLVIDOS NESTE LAMAÇAL , podendo aparecer ex-secretários , deputados etc…Seria realmente uma limpeza neste chiqueirão que virou a nossa politica , com RARÍSSIMAS EXCEÇÕES.

    Resposta
  • 17/11/2014, 20:26 em 20:26
    Permalink

    Um aditivo de 50% em quantos meses de execução das obras? Até o final serão aditivos e mais aditivos. E quem vai cobrar explicações? O Gaeco? O TCE (que mais parece ser parceiro do Executivo do que cobrador do cumprimento da lei)? O PPS que repousa docemente no colo do governador? No Paraná, tá tudo dominado… pelo PSDB!

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: