Vai uma ajudinha

Depois de ter seus bens arrestados no valor de R$ 5.012.871,45 de reais pela 3ª Vara da Justiça Federal de Londrina por ação movida pelo Ministério da Educação – FNDE, o ex prefeito cassado Homero Barbosa Neto, agora se depara com ações correndo na 1ª Vara da Fazenda Pública (autos 0050042-97.2017.8.16.0014) onde ele e Karin Sabec com a direção antiga do SESI respondem pelo uso do antigo colégio Benjamin Constant (incluindo o pai do ex deputado da mala de dinheiro, Rodrigo Rocha Loures, que dirigiu a FIEP).

Além disso, a testemunha em outro processo da terceirização de mão de obra na Saúde – Instituto Atlântico e Instituto Gálatas – e ex-advogado da Sercomtel João Carlos Lima Santini, não foi encontrada e o juiz de São Paulo deu prazo para ele ser ouvido sob pena de desconsiderá-lo. Detalhe, o modesto blog quer ajudar a Justiça e informar que o encontra na capital paulista neste site – http://www.fasvadvogados.com.br/equipe/. Como se vê, processos é que não faltam para a nova equipe de advogados do ex prefeito atuar.

2 comentários em “Vai uma ajudinha

  • 21/09/2018, 08:21 em 08:21
    Permalink

    o carater de Barbosa ja e conhecido a muito tempo pelas suas estrepulias, agora gostaria de saber como um jornalista deste porte tem um capital deste tamanho, ai sim quero ver uma explicação magica para esta quantia…..

    Resposta
  • 21/09/2018, 18:28 em 18:28
    Permalink

    Pergunto como um sujeito com uma capivara desta pode ser candidato a deputado. Só a nossa justiça para permitir uma aberração desta .

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: