Mais um vereador de Foz é alvo de operação da PF

do Estadão

A Polícia Federal, em Foz do Iguaçu, deflagrou nesta terça-feira, 16, a Operação Renitência, oitava fase da Pecúlio. A ação mira um esquema de desvio de recursos públicos. (mais…)

, , , ,

E, em Foz, Vereadores vão de camburão tomar posse e depois retornam pra cadeia

Foz do Iguaçu é uma cidade ímpar.
Ontem os vereadores reeleitos e que estão presos acusados de propinagem da brava, foram tomar posse, todos de camburão.
Anice Gazzaoui (PTN), Rudinei de Moura (PEN), Darci Siqueira “DRM” (PTN), Edílio Dall’Agnol (PSC) e Luiz Queiroga (DEM) fizeram o juramento e assinaram o livro de posse e dez minutos depois deixaram o plenário para voltar à cadeia.
Bom, se os eleitores de Foz elegeram as figuras é porque devem gostar deles né.
É, mas nem todos, sejamos justos. Muitos eleitores foram protestar na Câmara.

, , , , , , , , , , , , , , ,

Prefeito de Foz chuta o pau da barraca e quer reduzir 90% dos comissionados

De Volta das férias, barbinha cheia de marra, prefeito de Foz, Reni Pereira, anuncia redução drástica de comissionados
De Volta das férias, barbinha cheia de marra, prefeito de Foz, Reni Pereira, anuncia redução drástica de comissionados

Aí sim.

Ventos de mudanças em várias cidades do Paraná. Depois de Santo Antonio da Platina que viu os salários dos vereadores e do prefeito reduzidos; depois de Jacarezinho, onde o presidente da Câmara resolveu pedir viatura policial para sair da Câmara porque a população pressionava que os salários dos vereadores fossem reduzidos, em Foz do Iguaçu o prefeito Reni Pereira resolveu dar exemplo. Na segunda-feira ele anunciou uma reforma política e administrativa, que sendo aprovada pela Câmara de Vereadores, poderá mudar o contexto político de Foz do Iguaçu.

De acordo com o prefeito, a constituição municipal será alterada e a partir desta alteração será criado um limite de cargos comissionados que será inserido na Lei Orgânica Municipal – LOM.

A lei proposta pelo prefeito estabelece a criação de cargos de provimento em comissão de livre nomeação e exoneração na Administração Direta e Indireta, sua denominação e simbologia no limite máximo de 1%(um por cento) do total de servidores ocupantes de cargos efetivos. Uma redução de mais de 90% nos números atuais. A despesa realizada com o pagamento da remuneração de cargos de provimento em comissão não poderá exceder a 1%(um por cento) do total da folha de pagamento dos servidores efetivos do Município. (mais…)

, ,