As regras mudaram. O QUE PODE E O QUE NÃO PODE NA PRÉ-CAMPANHA

Definida a data da eleição, 15 de novembro, começa o aquecimento para conquistar o voto. E, como não poderia deixar de ser, as regras da eleição mudaram, mais uma vez.

Veja a entrevista com o advogado especialista em legislação eleitoral Frederico Reis e entenda o que pode e o que não pode na eleição.

E se você quer conhecer como deve ser o PASSO A PASSO PARA A CONQUISTA DO VOTO, ENTRE AQUI E INSCREVA-SE NO NOSSO CURSO

, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Trindade foi para o Podemos

O advogado André Trindade, que disputou a prefeitura de Londrina em 2016 pelo PPS – hoje Cidadania – está de partido novo.

Ele é o mais novo filiado ao PODEMOS, partido em Londrina que tem nomes como o ex-prefeito Alexandre Kireeff e o empresário Valter Orsi, além do pré-candidato a prefeito Nelson Tsukahara.

A solenidade de filiação será na próxima semana – sexta ou sábado. Vai depender da agenda dos senadores Oriovisto Guimarães e Álvaro Dias que participarão do evento.

Como há dois pré-candidatos a prefeito no Podemos – Tsukahara e Trindade – o nome para a disputa da prefeitura deverá ser decidido um pouco mais pra frente. Quem estiver melhor, será o escolhido.

 

, , , ,

Tsukahara filia-se ao Podemos para ser candidato a prefeito

Na foto o Presidente do Podemos Londrina Marcio Stamm (centro), Nelson Tsukahara e o vice-presidente Gustavo Lopes.

O empresário de Londrina Nelson Tsukahara está mesmo decidido a ser candidato a prefeito. Filiado ao NOVO, resolveu deixar o partido quando este desistiu de participar das eleições de Londrina este ano. Uma decisão bem NOVA essa de partido não aceitar concorrer em uma eleição. (mais…)

, , , ,

Paulo Rabello é escolhido candidato a vice na chapa de Alvaro Dias

O senador Álvaro Dias, candidato à presidência da República pelo Podemos, já tem um vice pra chamar de seu.

Hoje o PCS anunciou a aliança com o Podemos e que Paulo Rabello é o pré-candidato a vice-presidente na chapa de Dias. Os dois se reuniram por cerca de uma hora na sede do PSC em Brasília e, mais tarde, oficializaram a aliança para a imprensa. (mais…)

, , , , ,

Campanha com dinheiro público? Não, não. Eu não acredito

Não que este blogueiro pense que é campanha eleitoral com dinheiro público, longe disso, mas recebi aqui uma revista, capa dura – folhas internas com gramatura alta, de 74 páginas, impressa pela gráfica do Senado. Chique no úrtimo. (mais…)

, , , ,

Álvaro Dias: Começou onde? Em que cidade? Pelas mãos de Quem? Será que ele conta?

E o Senador Alvaro Fernandes Dias (Podemos) e sua assessoria distribuíram, via whats app, um vídeo que deveria ter a função de apresentar o pré-candidato à presidência, aos eleitores que ainda não o conhecem. (mais…)

, , , , , ,

Pré candidato ao Governo, Ratinho Jr diz que tá na hora de mudar quase tudo no PR

, , , , , , , , , , , , , ,

Depois de Romário, agora é o ex-atacante Bebeto que entra no Podemos

do Fernando Tupan

O ex-atacante Bebeto se filiará hoje ao Podemos. O senador paranaense Alvaro Dias espera que o evento ajude a decolar a candidatura dele ao Palácio Alvorada. Por enquanto, desde que foi lançada em julho, o parlamentar vem sendo sistematicamente ignorado nas pesquisas eleitorais, apesar de ter visitado cinco Estados. Dias já pediu até mesmo ajuda ao apresentador Ratinho para decolar a candidatura no Nordeste. O partido diz ter seduzido para a corrida eleitoral de 2018 o PRP, o PTC e a pasmem, a Rede, de Marina Silva. Nos bastidores, os comentários são de que o partido pode ficar com a vice de Marina Silva, que disputou as últimas duas eleições e terminou com terceira mais votada.

, , , , , ,

Vereador que votou pelo aumento do IPTU vai pro Conselho de Ética

Reunidos ontem à noite a diretoria do PODE – que muitos insistem em colocar a letra H depois do P – decidiu encaminhar ao Conselho de Ética do partido a abertura de Processo disciplinar contra o vereador Estevão da Zona Sul.

O vereador insurgiu-se contra a decisão tomada pelo partido e votou pelo aumento do IPTU. Dependendo da decisão, o vereador poderá safar-se com uma reprimenda ou até ser expulso do partido.

“Não queremos ter representante só para ter. Ele tem que estar afinado com a linha do Partido. Queremos a refundação do Estado Brasileiro com uma ampla Reforma da Máquina Publica acabando com qualquer aumento de Imposto. Diminuição do Estado inclusive com os políticos dando o exemplo e cortando na própria carne”, disse o presidente Márcio Stamm.

 

, , ,

Estudo mostra que menos de 30% dos partidos renovam suas lideranças

Do Transparência Partidária

Estudo encomendado pelo Movimento Transparência Partidária apresenta panorama sobre a oxigenação de agremiações partidárias brasileiras  

O conceito de democracia não é unanimidade entre os Cientistas Políticos, mas é consensual que para o aprofundamento desse sistema haja alternância de poder. Com o objetivo de entender a média de renovação nas cúpulas dos partidos políticos brasileiros, o Movimento Transparência Partidária anuncia a publicação do estudo Oxigenação dos Partidos Políticos: Executivas e Diretórios Nacionais.

A pesquisa analisou a composição das Executivas Nacionais e dos Diretórios Nacionais de todos os partidos políticos brasileiros já registrados, em um período de dez anos (2007-2017). Entre os achados identificados pelo movimento está a baixíssima rotatividade entre lideranças da Executiva, cuja média é de 24%. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

É, Ratinho, antes tarde do que nunca

Faça o que eu digo… Mas antes tarde do que nunca.

Pois é, só agora Ratinho Jr?

O Secretário de Desenvolvimento Urbano do Paraná, deputado estadual Ratinho Júnior, que está deixando o governo, decidiu implantar ontem o programa de compliance no Paranacidade – o serviço social autônomo vinculado a Secretaria. “O programa de compliance traz mais transparência em todos os atos de gestão, estabelece normas e regras de conduta e de ética aos profissionais que fazem parte do Paranacidade”, disse Ratinho Junior que vai ser candidato ao governo em 2018.

Tá, mas só depois de anos e anos dentro do governo?

, , , , , , , , , , ,

Os 513 partidos do Congresso Brasileiro

Fábio Vasconcellos, O Globo

O que os parlamentares estão prestes a votar aumentará o preço da barganha política do Congresso, ou melhor, de cada parlamentar eleito em 2018

Estamos no início de 2019. Após uma acirrada disputa eleitoral, o presidente eleito começa a se movimentar para construir maioria na Câmara dos Deputados. Pouco mais de um ano antes, o Congresso havia aprovado a reforma política instituindo, entre outras mudanças, o distritão. Pela nova regra, foram eleitos os deputados mais votados em cada estado. São agora mais do que nunca, 513 “reis do voto”.

, , , , , , , ,