Servidor público ganha 35% a mais que o privado no Paraná, aponta Banco Mundial

do blog do Tupan

O blog do João Frey, na Gazeta do Povo, informa que o Banco Mundial apresentou ao governo do Paraná um estudo sobre o gasto com a folha de pagamento de servidores ativos no estado. Um dos pontos destacados pela instituição financeira é que, no Paraná, os servidores públicos estaduais ganham, em média, 35% a mais que trabalhadores da iniciativa privada. A comparação feita pelo banco toma como base características semelhantes como gênero, cor, idade, atividade econômica, entre outros. (mais…)

Decreto que flexibiliza posse e porte de armas subiu no telhado

Da Agência Brasil

A Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) do Senado aprovou, hoje proposta para suspender o decreto que flexibilizou e ampliou o porte de armas no país. Foram 15 votos contra 9.

Os senadores favoráveis a suspensão do decreto argumentam que as mudanças só poderiam ser realizadas por projeto de lei e não por decreto do Executivo o que, em tese, invadiria a competência do poder Legislativo. (mais…)

, , , ,

Câmara aprova lei que permite a venda da Sercomtel

Foto Devanir Parra

Da Assessoria da Câmara

Após quase quatro horas de discussões, que incluíram interrupções para manifestações de funcionários e de representantes do Executivo, os vereadores aprovaram na sessão ordinária desta tarde, em segunda discussão, o projeto de lei nº 40/2019, que permite ao Município privatizaa Sercomtel S.A. Telecomunicações. A matéria foi aprovada com 14 votos favoráveis e cinco contrários, na forma do substitutivo nº 1 e com três emendas do Executivo, para correções redacionais e para garantir que o controle acionário das subsidiárias Sercomtel Iluminação e Sercomtel Contact Center seja mantido com o Município, além de permitir que sejam feitas alterações na denominação e no objeto social destas duas empresas. (mais…)

, , , , ,

Beto Richa, o irmão Pepe e o primo totalmente distante Luiz Abi Antoun denunciados por desvio de 7,5 milhões

Arquivo AEN

do MP PR

A força-tarefa Lava Jato do Ministério Público Federal no Paraná (MPF/PR) denunciou hoje Carlos Alberto Richa (Beto Richa), Ezequias Moreira, José Richa Filho (Pepe Richa), Luiz Abi Antoun, Dirceu Pupo Moreira, Rafael Gluck e José Maria Ribas Mueller pela prática, ao longo de 2014, dos crimes de corrupção ativa e passiva, fraude licitatória e lavagem de dinheiro, relacionadas à licitação para Parceria Público Privada para exploração e duplicação da PR-323, que liga Maringá a Francisco Alves, no noroeste do Paraná.

(mais…)

Suspenso julgamento de inquérito que investiga políticos do PP por organização criminosa

Arquivo STF

do STF

Após o voto do relator, ministro Edson Fachin, foi suspenso o julgamento do Inquérito (INQ) 3989 pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), na sessão de ontem. No processo, os deputados federais Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), Arthur de Lira (PP-AL) e Eduardo da Fonte (PP-PE) e o senador Ciro Nogueira (PP-PI) foram denunciados por organização criminosa (artigo 2º da Lei 12.850/2013). Os fatos de referem a esquema de desvio de recursos da Petrobras investigado pela Operação Lava-Jato. (mais…)

MP vê indícios de lavagem de dinheiro. O Modus Operandi de Flávio Bolsonaro, Talquei!

Reuters

do El País

O Ministério Público do Rio de Janeiro vê indícios de que o senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, comprou e vendeu imóveis para lavar dinheiro. Entre 2010 e 2017, quando ainda era deputado estadual, Flávio investiu 9,425 milhões de reais na compra de 19 imóveis, entre salas e apartamentos, e lucrou 3,089 milhões nessas transações imobiliárias. Em documento sigiloso obtido pela revista, a promotoria, que conseguiu na Justiça a quebra do sigilo bancário e fiscal de 95 pessoas e empresas relacionadas ao senador, identificou “suspeitas de subfaturamento nas compras e superfaturamento nas vendas” dos imóveis. Para o MP, a fraude pode ter ocorrido para “simular ganhos de capital fictícios” de modo a encobrir “o enriquecimento ilícito decorrente dos desvios dos recursos” da Assembleia Legislativa do Rio (ALERJ). (mais…)

E ele quer ser presidente

da F.São Paulo

Auditoria do TCM (Tribunal de Contas do Município) aponta que João Doria (PSDB), então prefeito de São Paulo, gastou com publicidade oficial no ano passado mais do que o permitido pela legislação. No 1º semestre de 2018, desembolsou cerca de R$ 73,8 milhões com propaganda. O valor é 122% a mais do que o permitido pela lei federal 9.504/97. Doria disputou e venceu a eleição para governador e, pela lei descumprida, está sujeito a cassação, perda da função pública, ressarcimento integral dos danos e suspensão dos direitos políticos. Juíza condenou o tucano a pagar multa por uso do slogan ‘Acelera SP’ na prefeitura.

Empresário diz que entregou 500 mil a Pepe Richa

do Fernando Tupan

G1 Paraná e RPC Curitiba informam que o empresário Jorge Atherino afirmou em depoimento, nesta quarta-feira (8), que entregou R$ 500 mil recebido da Odebrecht para Pepe Richa, irmão do ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) e para Juraci Barbosa Sobrinho, tesoureiro da campanha de Richa em 2014, para caixa dois.

Atherino e outros quatro réus foram ouvidos pela 23ª Vara Federal de Curitiba, no processo referente à Operação Piloto, desdobramento da Operação Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude licitatória em obras da PR-323, no norte e noroeste do estado.

Beto Richa não é réu na operação.

Depoimentos

Entre os réus ouvidos pela Justiça nesta quarta-feira, estavam ex-executivos da Odebrecht e a ex-secretária do departamento de operações estruturadas da empresa, conhecido como o setor de propinas.

Também foram ouvidos o ex-chefe de gabinete do ex-governador Beto Richa, Deonilson Roldo, além de Jorge Atherino que, segundo as investigações do Federal (MPF), arrecadou dinheiro para a campanha do ex-governador.

Jorge Atherino confirmou, em depoimento, que participou da arrecadação para a campanha e que procurou um dos executivos da Odebrecht, Luiz Pizzato, que também é réu na operação, para angariar o dinheiro.

Pepe Richa (Foto: AEN/divulgação)

Bonilha, o ex-presidente da Câmara de Londrina, está preso

Bonilha volta pra cadeia/reprodução youtube

A Policia Militar de Londrina prendeu agora à tarde o ex-vereador e ex-presidente da Câmara, Orlando Bonilha Proença. Ele estava na zona norte da cidade e foi denunciado por um morador.

A Rotam, unidade da Policia Militar, foi ao local e cumpriu o mandado de prisão que estava aberto contra ele.

Bonilha foi condenado por concussão. Quando era vereador ele costumava ficar com parte do salário de funcionários.

O ex-vereador, durante seu mandato, se envolveu em vários rolos. Em outra oportunidade foi denunciado num esquema de venda dee terrenos em cemitérios de Londrina.

Ele respondeu aos processos em liberdade. Quando houve a condenação definitiva ele desaparceu e era considerado foragido.

, ,

As novas promessas de Belinati

Se há uma coisa que incomoda o morador do centro de Londrina é o estado lastimável do Bosque Marechal Cândido Rondon, ou simplesmente Bosque, como todos conhecem o espaço de cerca de 20 mil metros quadrados encravado no centro da cidade. (mais…)

Paulo Litro assume o comando do PSDB do Paraná

do Fernando Tupan

Convenção Estadual do PSDB do Estado elegeu o deputado Paulo Litro, de 27 anos, no segundo mandato na Assembleia Legislativa do Paraná e líder dos cabeças pretas locais, como presidente do partido.

Litro no discurso da vitória defendeu a criação de um núcleo de comunicação e a necessidade da realização de encontros regionais, lembrando da grandeza do PSDB e que irá trabalhar para que volte a ser protagonista na política paranaense.

A nova executiva ficou assim constituída: (mais…)

, , ,

Bolsonaro diz que em seu governo não haverá regulamentação da mídia

Bolsonaro e Silvio Santos – reprodução

da Agência Brasil

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afastou qualquer possibilidade de fazer uma regulamentação da mídia no país. Ele, inclusive, citou as redes sociais como veículo de mídia excluído de possibilidade de regulação. (mais…)

, , ,

Barbosa Neto é condenado por ceder escola para o SESI

foto arquivo N.Com

Loriane Comeli
Equipe O Londrinense

Em sentença proferida na segunda-feira (22), o juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública, Marcos José Vieira, condenou o ex-prefeito Barbosa Neto e sua ex-secretária de Educação, Karin Sabec Viana, por terem cedido por cinco anos, de maneira irregular, em 2010, imóvel público para o Colégio Sesi, do sistema Fiep. (mais…)

, , ,

Deputados reduzem honorários de procuradores em Refis

Tiago Amaral – Ass. ALEP

A redução dos honorários dos procuradores do Estado nas negociações extrajudiciais ficou definida na sessão desta terça-feira (23) da Assembleia Legislativa. O empresário que já aderiu ao programa, desde a abertura em 20 de fevereiro, pagou 10% de honorários para os procuradores do estado. De autoria do Governo do Estado o projeto de lei 190/2019 reduzia os honorários para 5% como forma de aumentar a adesão dos empresários ao Refis.
Levada à votação, a emenda do relator do projeto, deputado Tiago Amaral, estabelecendo uma redução ainda maior, de 2%, teve a aprovação dos deputados. (mais…)

TC condena deputado estadual Micheli Caputo Neto, ex-secretário de Saúde do Paraná

do blog do Tupan

O atual deputado estadual e ex-secretário de Saúde Micheli Caputo Neto (PSDB) foi condenado pelo Tribunal de Contas do Paraná (TC-PR) a restituir, de forma solidária com o ex-superintendente administrativo da Sesa, Pythágoras Schemidt Schoroeder e o ex-secretário do Conselho De Saúde Maurício Mesadri, além do hotel Nikko, R$ 69.876,20 ao tesouro do Estado por dispensa de licitação para fornecer hospedagem, alimentação e aluguel de salas, com o objetivo de possibilitar as reuniões do Conselho Estadual de Saúde entre fevereiro e agosto de 2016 ao custo total de R$ 306.844,80. (leia mais)