Isso se chama censura?

do Fernando Tupan

O portal XV Curitiba, de Alborghetti Neto, publicou uma matéria enumerando os escândalos da vida política do candidato da Federação Brasil da Esperança (PCdoB, PT e PV), Roberto Requião, mas o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) não acatou o pedido dos advogados do Partido dos Trabalhadores e mantiveram a publicação no ar.O Blog do Tupan também foi alvo de tentativa de censura por divulgar uma matéria onde Roberto Requião dizia estar interessado mais na campanha de Luiz Inácio Lula da Silva do que a da dele.

A decisão Justiça Eleitoral mostra que as manobras para apagar o passado de Roberto Requião não são tão fáceis, principalmente quando as confirmações das notícias estão no desktop dos juízes.

Leia Também

Câmara aprova projeto que põe fim às "saidinhas" dos presos

A Câmara dos Deputados aprovou ontem proposta que extingue saídas temporárias de presos dos estabelecimentos...

Hoje tem entrevista no Lugar da Fala com o candidato à Câmara Federal Luiz Hauly

65% dos trabalhadores vão de marmitão para economizar

Com a refeição custando em média R$ 40,64, segundo dados da Associação Brasileira das Empresas...

Comente!

guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Anubian
Anubian
10 dias atrás

Bom, o próprio Lula vive dizendo que quer regular a mídia, então está nos conformes.

Se ele entrar, quem vai ficar felicíssima é a Globo e seus jornalistas.

Campos
Campos
Reply to  Anubian
10 dias atrás

Quanta bobagem, colega! Censura é uma coisa, regulação da mídia é outra muito diferente. Você acredita que não existe regulação da mídia nos países democrática? Se acredita, merece atestado de desinformado. Existe regulação da mídia nos Estados Unidos, na Inglaterra, no Canadá, na Alemanha… Por exemplo, nos Estados Unidos, uma mesma empresa não pode controlar um canal de TV, uma emissora de rádio e um jornal na mesma cidade nem que a cidade tenha 50 milhões de habitantes. Aqui no Brasil, umas poucas famílias controlam todo um sistema de mídia e isso obviamente não é democrático. Não dá pra tratar com seriedade quem joga palavras ao vento sem justificativas consistentes.