Do Fernando Tupan

Com a mudança de legislatura, em primeiro de fevereiro, os processos que correm no Supremo Tribunal Federal (STF) contra Gleisi Hoffmann (PT) descem à primeira instância, incluído as delações da Odebrecht e envolvendo o marido Paulo Bernardo (PT).

Gleisi trocou, para a nova empreitada judicial, de advogado: indicou o ex-ministro da Justiça Eugênio Aragão para defendê-la, no processo que corre em São Paulo.

Deixe uma resposta