É parceiro, a vida pode ficar complicada para o Beto Richa, o deputado Tiago Amaral e o paizão Durval Amaral

Estava lendo o Jornal de Londrina de hoje e lá estava a matéria:

Denúncia contra Richa, Tiago e Durval Amaral chega a Brasília

O procurador-geral de Justiça do Paraná, Gilberto Giacoia enviou peças da investigação da Operação Publicano que envolvem pessoas com foro especial para a Procuradoria-Geral da República (PGR), em Brasília. A Gazeta do Povo apurou que, nos documentos, aparecem os nomes do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), do deputado estadual Tiago Amaral (PSB) e do pai do parlamentar, o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TC-PR) e ex-deputado estadual Durval Amaral.

O envio do material ocorreu no dia 20 de julho. Como o caso corre sob sigilo, a reportagem não conseguiu detalhes sobre o andamento do assunto na PGR, que é quem tem competência para investigar e pedir abertura de processos penais contra governadores de estado e conselheiros de tribunais de contas, junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

No caso de Tiago Amaral, por ser deputado estadual, o foro adequado é a Procuradoria-Geral de Justiça, que atua junto ao Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). Apesar disso, todo o material foi remetido à PGR. “Isso porque, em virtude de os fatos noticiados envolverem, em conexão, outras pessoas que somente podem ser processadas pelo Superior Tribunal de Justiça, a condução inicial da investigação passa a ser da Procuradoria-Geral da República”, explicou a assessoria de imprensa do Ministério Público no Estado, por meio de nota. (leia mais)

Um comentário em “É parceiro, a vida pode ficar complicada para o Beto Richa, o deputado Tiago Amaral e o paizão Durval Amaral

  • 07/10/2015, 15:54 em 15:54
    Permalink

    Esses três honestíssimos senhores fazem parte da trupe que defende a cassação dos 54 milhões de votos que a Dilma recebeu?

    Resposta
    • 07/10/2015, 19:25 em 19:25
      Permalink

      Tens dúvida???

      Resposta
  • 07/10/2015, 16:57 em 16:57
    Permalink

    O advogado de Tiago Amaral é o Guilherme Pixuleco Gonçalves?
    O mesmo de dona Gleisi.
    Que infelicidade doutor Tiago. Que infelicidade!

    “O nome de Tiago Amaral também foi envolvido no esquema da Receita Estadual. O advogado do parlamentar, Guilherme Gonçalves, comentou em entrevista à reportagem que soube do envio do caso à PGR, mas que não tem acesso às peças. “As contas de campanha eleitoral foram aprovadas por unanimidade pela Justiça Eleitoral”, pontuou Gonçalves.”

    Olha o Pixuleco da Gleisi?

    http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/pf-mira-em-escritorio-de-advocacia-ligado-ao-pt-na-pixuleco-ii/

    Resposta
  • 07/10/2015, 21:07 em 21:07
    Permalink

    dizer o que deste povo, que a vinte anos atras andava de carro velho

    Resposta
  • 07/10/2015, 22:25 em 22:25
    Permalink

    É verdade, Carlos Marques, aliás, eles e mais 92% dos brasileiros, inclusive aqueles que foram iludidos pelas mentiras de Dilma.

    Resposta
    • 08/10/2015, 11:00 em 11:00
      Permalink

      Descontentamento não é motivo legal para impeachment. Fosse assim, praticamente toda a população do Paraná deveria estar nas ruas pedindo a cassação do governador tucano. Os que vejo articulando o impeachment da presidente é gente do naipe do evangélico presidente da Câmara, Eduardo Cunha, o presidente do PSDB que acaba de ser denunciado pelo Janot, o próprio Richa e seu primo impoluto Antoun, o Gilmar Mendes (bem conhecido pelo Joaquim Barbosa), o Paulinho da Força, também condenado por corrupção, o Aécio e seu aeroporto e suas viagens por conta do povo mineiro e muitos outros semelhantes. Enfim, não existe dúvida que os mais interessados no afastamento da presidente são os maiores corruptos do país. Certamente sonham com o tempo do presidente que tinha um engavetador geral para proteger os corruptos.

      Resposta
  • 08/10/2015, 07:14 em 07:14
    Permalink

    Que semana maravilhosa, só pau na bandidagem que arrebentou o Paraná e o Brasil.

    Resposta
  • 08/10/2015, 11:29 em 11:29
    Permalink

    Descontentamento não é motivo de impeachament, concordo com você Carlos Marques, mas gastar R$ 106 bilhões sem nenhuma autorização, além das pedaladas, claro, ISTO SIM é motivo de impeachment.

    Resposta
  • 08/10/2015, 11:41 em 11:41
    Permalink

    Quero ver hora que mexer Itaipu……

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: