O PT, Requião, Osmar Dias e as nuvens do céu

Já dizia o sábio – talvez nem tão sábio assim – que a política é igual nuvem: você olha para o céu e ela está de um jeito; segundos depois olha de novo e tudo mudou.

Bom, ontem Roberto Requião de Mello e Silva, o senador do MDB, disparou que não há mais possibilidade de acordo para que o MDB e o PDT de Osmar Dias caminhem juntos nesta eleição.

Dias afirma que algumas de suas opiniões convergem com as de Requião, mas algumas delas são antagônicas e, portanto, não dá pra abrir mão. Entre elas o fato de Requião defender o tempo todo o PT e seu principal líder, Luiz Inácio, preso em Curitiba.

Há curiosidades nesta história. A primeira delas é que, apesar de Requião fazer toda a cena para agradar a esquerda comandada pelo PT, em nenhum momento cogita aliança com o partido que tem como candidato a prefeito o médico e ex-deputado federal Dr Rosinha. Quer o bônus do voto da esquerda mas não quer o ônus de oficialmente estar juntinho.

Já Osmar Dias esteve no palanque petista por muitos e muitos anos, inclusive participando do governo do PT na vice-presidência do Banco do Brasil.

Depois de muito tempo comendo no mesmo prato, Dias não quer qualquer proximidade com os petistas.

É a nuvem mudando o tempo todo de forma e lugar.

 

Um comentário em “O PT, Requião, Osmar Dias e as nuvens do céu

  • 01/08/2018, 11:57 em 11:57
    Permalink

    Diputado Sergio Souza foi suplente de Gleisi Hoffmann.
    Virou federal do Pessuti.
    Pode ser o nome.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: