Ex-mulher de Janene diz que exumação é um absurdo

A ex-mulher do ex-deputado José Janene, Stael Fernanda Janene, disse agora há pouco ao blog que em nenhum momento falou que desconfiava que o ex-marido estivesse vivo como comentou o deputado Hugo Mota (PMDB-PB), presidente da CPI da Petrobras, a jornalistas em Brasília. Motta relatou aos jornalistas que a viúva de Jenene teria dito aos parlamentares que não viu o corpo do marido após a morte dele, em 14 de setembro de 2010. De acordo com o presidente da comissão, a viúva teria contado que o caixão de Janene estava lacrado no velório realizado em Londrina.

“Me pronunciarei agora não como a ex-mulher de Janene, mas sim, como mãe dos filhos dele. Estou estarrecida ao ver toda a mídia nacional colocar palavras e situações em minha boca sem nunca eu pronunciá-las, então como mãe em defesa de meus filhos resolvi fazê-lo. Em momento algum procurei ou fui procurada por qualquer deputado dizendo o que colocaram em minha boca, principalmente no que tange a respeito de minha suposta desconfiança sobre a morte do pai de meus filhos. Jamais fiz isso, e nem poderia, pois fui eu mesma em companhia de meus filhos e das filhas dele, que recebi seu corpo na mesquita muçulmana aqui em Londrina. Ao contrário do que leio de que seu corpo estaria em caixão lacrado, não havia caixão algum, pois seu enterro se deu sob os costumes muçulmanos onde nem ao menos existe um caixão, quanto mais, lacrado. A imprensa Paranaense e grande parte da nacional acompanhou o enterro, e mais, toda comunidade muçulmana de Londrina é que preparou o corpo para ser enterrado fielmente como seus costumes. Não posso deixar de me pronunciar neste momento, por entender ser um erro e uma maldade desumana que farão aos meus filhos, suas filhas e a toda comunidade muçulmana, se vierem a Londrina para um exumação despropositada para fins políticos. Ninguém merece tal desumanidade, muito menos meus filhos sendo expostos de maneira vil. Tudo isto é desnecessário caso queiram realmente a comprovação de sua morte, pois ela se deu no Hospital Incor de São Paulo, devidamente registrada em cartório da mesma cidade, e também seu atestado assinado por um médico nacionalmente conhecido. Fácil, extremamente fácil de se comprovar, evitando-se assim um desconforto para toda a família, e dinheiro público gasto para fins midiáticos”,disse Stael Fernanda Janene.

, , , ,

Mais políticos recebiam dinheiro da propina para campanhas, diz advogado do delator

O advogado Eduardo Duarte Ferreira, que defende o enroladaço auditor fiscal Luiz Antônio de Souza, em entrevista à CBN Londrina há poucos instantes, disse que havia um esquema para distribuir dinheiro para algumas campanhas eleitorais, além da campanha do governador Beto Richa.

Ele não citou nomes, mas disse que o auditor dará os nomes dos beneficiados nos próximos dias.

 

, , , ,

Justiça acata denúncia contra 62 integrantes do esquemão de propina. Policia ainda espera a apresentação do casal foragido

A juíza substituta da 3º Vara Criminal de Londrina, Déborah Pena, acatou a denúncia do Ministério Público (MP) na Operação Publicano. O comandante em chefe da pilantragem, conforme o MP, é o ex-inspetor-geral de fiscalização da Receita Estadual Márcio de Albuquerque Lima, que teve a prisão preventiva decretada em 20 de março e está foragido há 38 dias. A mulher dele, também auditora fiscal e que estaria envolvida no esquema de cobrança de propina na Receita Estadual, Ana Paula Lima, também está desaparecida.

O casal Márcio Albuquerque de Lima  e Ana Paula de Lima, durante uma prova das 500 Milhas de Londrina. Hoje, desaparecidos
O casal Márcio Albuquerque de Lima e Ana Paula de Lima, durante uma prova das 500 Milhas de Londrina. Hoje, desaparecidos

Além do simpático casal aí em cima, outras 60 pessoas foram denunciadas.

Veja abaixo o que informa o Jornal de Londrina

Operação Publicano

As investigações do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em Londrina começaram há cerca de 10 meses, mas, de acordo com o promotor Cláudio Esteves, avançaram muito mais nos últimos 30 dias, período em que foram decretadas as prisões preventivas. (mais…)

, , ,

O Coritiba já garantiu o troféu MiMiMi de Ouro 2015

Charge emprestada do Sassá

Confesso que nunca imaginei que pudesse acontecer o que está ocorrendo neste campeonato Paranaense. Os times de Curitiba – Paraná, Atlético e Coxa – se apequenando desta forma.

O Paraná Clube, com sérios problemas financeiros – mas com jogadores valentes – aos trancos e barrancos passou da primeira fase, mas caiu nas oitavas de final; o Atlético, com seu truculento e arrogante mandatário, luta para não despencar para a segunda divisão.

E agora, o Coritiba, que por décadas e décadas, foi beneficiado com arbitragens pouco cristãs, fazendo o maior MiMiMi porque foi derrotado em Londrina pelo Tubarão.

Nos jornais e blogues da Capital, o chororô dos jogadores e dirigentes do Coxa mostram bem o tamanho que se transformou o time que já foi campeão brasileiro e que era o bicho papão do Paraná.

Falam em pressionar a Federação Paranaense; falam em não aceitar este ou aquele árbitro; falam que este e aquele jogador do Londrina foram mais ríspidos na partida. Tudo porque o time perdeu em Londrina por 1 a zero no último fim de semana.

O Coxa reclama de um possível pênalti em Negueba. Sim, há os que interpretam a tal jogada como pênalti. Porém, o jogador Paulinho, atacante do Londrina, também foi derrubado na área do Coxa e o árbitro também não viu pênalti.

Então, dois pênaltis sem marcar, um para cada lado.

Lembro-me em 2013, no Estádio do Café, o árbitro da partida deixou de marcar três pênaltis contra o Coritiba. Um ano antes, outro árbitro anulara dois gols do Tubarão também em confronto com o alviverde.

São décadas de garfadas homéricas. Em uma delas, em 2012 em Curitiba, o agora deputado federal – não com o meu voto – o ex-árbitro Evandro Rogério Roman invalidou um gol olímpico do Londrina sobre o Coritiba. Deve ter entrado para o Guiness Book.

Sabe o que é mais curioso, não foi o possível erro de arbitragem que derrubou o Coritiba no Estádio do Café no domingo. O mérito é do golaço de Paulinho, do empenho dos jogadores do Londrina e da estratégia adotada. Os atletas do alviceleste marcaram forte em todos os centímetros do campo, não dando qualquer espaço para o Coxa.

Também contribuiu a péssima atuação da maioria dos jogadores do clube da capital de todos os curitibanos. A zaga foi lastimável em várias oportunidades. Já o atacante Wellington Paulista foi categoricamente anulado pela defesa alviceleste.

O MiMiMi dos jogadores do Coritiba e seus dirigentes, mostra o tamanho do atual time Coxa.

As ameaças dos últimos dias mostram que o Alviverde do Couto Pereira está muito, mas muito preocupado com o time que fez mais pontos em todo o campeonato de 2013 e que é o atual Campeão Paranaense.

Quem vai ganhar se classificar para a final?

Só no domingo à noite nós saberemos.

Mas de antemão já dá para identificar quem irá receber o Troféu MiMiMi de Ouro.

 

 

, , , , , ,

Usuário do transporte coletivo de Londrina, prepare o bolso!

O prefeito de Londrina foi o entrevistado da rádio Paiquerê Am, no sábado. E entre outros assuntos ele foi questionado sobre a polêmica da tarifa do transporte coletivo.

Ocorre que as empresas que operam o transporte coletivo na cidade ingressaram com uma ação na Justiça pedindo que fosse colocado na tarifa 7,5% referentes ao lucro da empresa. Segundo as empresas, o porcentual, que está no contrato, deixou de ser pago em 2004.

A prefeitura foi condenada, em primeiro grau, recalcular a tarifa, colocar o porcentual de lucro e pagar os valores retroativos a 2004. Até sexta-feira será anunciada a nova tarifa que pode chegar a R$ 3,25.

Sem juros e correção, a prefeitura estaria devendo R$ 30 milhões às empresas. Com a correção do período o valor salta para quase R$ 90 milhões.

, ,

O bom humor de Kireeff, segundo Oscar Bordin

Adoro o bom humor do Prefeito Alexandre Kireeff , ele quer duplicar a PR 445 até Mauá da Serra, enquanto isto o londrinense leva 30 minutos para atravessar um trecho de 5 Km na Via Expressa. Quer dizer: vai ser mais rápido eu ir a Tamarana do que cruzar uma avenida na minha cidade.

Oscar Alberto Bordin, empresário

, ,

Reunidos em Curitiba, servidores decidem manter a greve

Do Bem Paraná

Os professores e funcionários da rede estadual de ensino do Paraná decidiram manter a greve da categoria, que completa 24 dias nesta quarta-feira (4). Reunidos no Estadio da Vila Capanema, eles iniciaram a votação por volta das 9h30 e foi concluída, por volta das 11 horas, quando foram finalizadas as discussões da pauta. Cerca de 20 mil servidores participaram da votação, de acordo com as informações da APP- Sindicato, que representa a categoria. “Nossa greve vai continuar por tempo indeterminado por causa do impasse como governo, que fechou as portas para a negociação”, afirmou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Paraná (APP-Sindicato), Hermes Leão. (leia mais)

, , ,

Mensalão teria origem em Londrina

Da Gazeta do Povo
Segundo um ex-funcionário de Janene ouvido pela reportagem, que pediu para não ser identificado, o modo do ex-deputado operar no Congresso já era praticado em Londrina. Em 1997, no 3.º mandato de Belinati na prefeitura, Janene teria sido responsável por fazer um acordo com os vereadores para que o prefeito tivesse domínio da maioria da Casa. A “mesada”, segundo o ex-funcionário, era o equivalente a um salário de vereador. À época do mensalão, o caso chegou a ser publicado na imprensa . Belinati foi procurado para comentar o caso, mas não quis falar com a reportagem. (Leia mais)

, , , , ,

Ele diz que não é político….

O prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff diz que não é político, mas o seu chefe de gabinete, Márcio Stamm esteve ontem na Câmara de Vereadores participando ativamente das articulações para a eleição da nova Mesa Diretiva da Casa.

E o resultado, para o Executivo, foi até melhor do que se imaginava.

Veja:

O novo presidente da Câmara é o vereador Fábio Testa (PPS), ainda hoje líder do prefeito Alexandre Kireeff (PSD) na Casa. A vice-presidente eleita é Elza Correa (PMDB), ex-líder de Kireeff; o primeiro Secretário é Roque Neto (PR), que faz parte da bancada aliada; Douglas Pereira (PTB), a pedido do deputado Alexa Canziani, também é aliado. E Vilson Bitencourt (PSL) nunca fez oposição.

Além disso, o prefeito Kireeff pode escolher um novo líder entre os que não fazem parte da Mesa. Ou seja, se nada mudar, em qualquer votação de interesse da prefeitura, teoricamente, o prefeito disporá, de cara, de seis votos.

Márcio Stamm, o articulador, também deixou claro aos vereadores que, a partir de 2015, será aberto um canal político mais caridoso para atender os pleitos dos vereadores.

, , ,

Porque não os filantrópicos do Norte do Paraná?

A senadora Gleisi Hoffmann que foi secretária de Gestão da prefeitura de Londrina na gestão de Nedson Micheletti, ao lado de seu marido na secretaria de Finanças, não destinou no orçamento de 2015 nenhuma emenda parlamentar para hospitais filantrópicos daqui ou da região. Quem analisa as emendas encontra para Sarandi, Cianorte, Ponta Grossa, Curitiba, Umuarama, menos para o norte do Paraná.

Magoou senadora com a baixa votação aqui?

, , , ,

André Vargas, aguardando o que vem por aí

E ontem à noite o ex-deputado federal André Vargas (sem partido) estava no Shopping Catuai, em Londrina, com a família tomando sorvete, com certeza para esfriar a cabeça e aguardar o que vem por aí.

, ,

Londrina ou Maringá?

No primeiro semestre deste ano a Mais Comunicação iniciou uma campanha em Londrina e região para fomentar a discussão sobre a importância da representatividade política.

A campanha ganhou corpo e apoio de algumas entidades da cidade como o Sindimetal, Acil, Sindihotéis, Sinduscon, Convention Bureau entre outros.

A defesa era de que, com maior e melhor representatividade política é possível acelerar o crescimento de uma região. Só para refrescar a memória, na última eleição, Londrina elegeu apenas um deputado estadual – Luiz Eduardo Cheida (PMDB), não reeleito – e depois acabou conseguindo mais um, Tercílio Turini (PPS), que assumiu com a eleição de um deputado que concorrera a prefeitura de Guarapuava.

Pois bem. O assunto foi muito debatido, com prós e contras, e três estaduais, com base na região metropolitana, foram eleitos para a próxima legislatura: Tercilio Turini (PPS), Cobra (PSC) e Tiago Amaral (PSB).

Melhorou, mas está longe do ideal.

Como comparativo veja os eleitos por Maringá, conforme publicou o blogueiro Fábio Campana:
A partir do ano que vem, a cidade contará com Cida Borghetti no Palácio Iguaçu (vice-governadora); quatro deputados federais Ênio Verri, Luiz Nishimori, Edmar Arruda e Ricardo Barros e mais quatro estaduais Evandro Jr, Maria Victória, Dr. Batista e Wilson Quinteiro (primeiro suplente que deve assumir). Além de Silvio Barros,  nome quase certo no novo secretariado de Beto Richa.

Agora, imagine qual cidade conseguirá, proporcionalmente, mas atenção dos governos federal e estadual: Londrina ou Maringá?

, ,

Aí galera, pode ter greve na UEL

Hoje às 14h30, no anfiteatro do Centro de Ciências Humanas, professores da Universidade Estadual de Londrina (UEL), participam de uma assembleia sobre indicativo de greve. A convocação é do Sindiprol/Aduel. Os docentes vão debater uma lei de reajuste de 7,14% sobre salários em outubro.

A última assembleia realizada no dia 17 de setembro aprovou indicativo de greve para o dia 30.  Na ocasião, os professores ressaltaram a necessidade de se manterem mobilizados e preparados para um possível calote de Beto Richa (PSDB), devido ao histórico de mau pagador do governador.

, , ,