Tribunal de Contas suspende licitação na UEL

Do Tribunal de Contas

Indícios de irregularidade levaram o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) a emitir medida cautelar que suspende licitação da Universidade Estadual de Londrina (UEL) para a contratação de empresa prestadora de serviços de plantão médico em várias especialidades. A cautelar foi concedida pelo conselheiro Fernando Guimarães em 26 de outubro; e homologada na sessão do Tribunal Pleno da última quinta-feira (9 de novembro). (mais…)

, , ,

Governo intervém no Instituto de Previdência dos Correios

Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) decretou hoje intervenção no Instituto de Seguridade Social dos Correios e Telégrafos (Postalis), “por descumprimento de normas relacionadas à contabilização de reservas técnicas e aplicação de recursos”. A decisão foi publicada no Diário Oficial de hoje e tem prazo de 180 dias. Foi nomeado como interventor do fundo de pensão dos funcionários dos Correios Walter de Carvalho Parente, que já fez o mesmo trabalho no fundo de pensão Serpros.

A direção do Postalis é indicada pela diretoria dos Correios. Historicamente, tanto o comando da estatal quanto o do seu fundo de pensão são indicações políticas.

Entre as consequências da intervenção estão:

  • Afastamento de todos os funcionários que ocupam cargos estatutários, como membros da diretoria executiva, do conselho deliberativo e do conselho fiscal;
  • Indisponibilidade dos bens dos atuais ocupantes de cargos estatutários e daqueles que ocuparam esses postos nos últimos 12 meses;
  • Criação de uma comissão de inquérito para investigar eventuais irregularidades e produzir um relatório, que será submetido à diretoria colegiada da Previc. O prazo para que isso seja feito é de 120 dias, prorrogáveis.

Serão afastados o presidente em exercício, Christian Perillier Schneider, e o diretor de benefícios em exercício, Luiz Alberto Menezes Barreto. Segundo o Postalis, serão afastados ainda os integrantes titulares e suplentes do Conselho Deliberativo: Sergio Maurício Bleasby Rodrigues, Miguel Martinho dos Santos Junior (presidente), Máximo Joaquim Calvo Villar Junhior, Areovaldo Alves de Figueiredo, Vinicius Moreno, Hudson Alves da Silva e Angela Rosa da Silva. E também do Conselho Fiscal: Angelo Saraiva Donga (presidente), Juliano Armstrong Arnosti e Cicero Ricardo de Santa Rosa. (Veja ainda)

(mais…)

, , ,

STF afasta conselheiros do Tribunal de Contas do Mato Grosso

Primeiro o Rio de Janeiro, agora no Mato Grosso, quem sabe um dia no Paraná.

Operação Malebolge: A pedido de Janot, o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Feferal, determinou o afastamento de cinco conselheiros do Tribunal de Contas do Mato Grosso. São eles: José Carlos Novelli, Antonio Joaquim, Valter Albano, Waldir Teis e Sérgio Ricardo, que já se encontrava afastado.

O conselheiro Antônio Joaquim está em férias e anunciou há alguns dias que ao retornar iria se aposentar para disputar o governo do Estado em 2018,

Janot pediu também o afastamento do prefeito de Cuiabá, mas Fux negou. “Não há que se falar em afastamento do prefeito Emanuel Pinheiro por conta de ato levado a efeito no cumprimento de mandato de parlamentar estadual”, diz a decisão. (leia mais no Caldeirão Político)

, , , , , , , , ,

Revelações da Operação Quadro Negro complicam a vida de Richa

Do Cícero Cattani

Segundo reportagem publicada no site deCartaCapital, o esquema, afirmam testemunhas, abasteceu a campanha do governador e de seus aliados nas últimas eleições. Agora, os investigadores querem saber como o dinheiro foi movimentado…Depois da partilha, o restante da quantia era enviado ilegalmente para fora do Brasil por meio de um doleiro, ainda não identificado. Sabe-se apenas que o homem de prenome Rui frequentemente levava dólares e euros à sede da construtora. O doleiro levaria as notas amarradas na perna e saía sempre portando uma mala.” (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

TC diz que as contas do Aeroporto de Maringá estão irregulares: grana voou?

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) jugou irregulares as contas de 2012 da SBMG S/A – Terminais Aéreos de Maringá, companhia municipal que administra o Aeroporto Silvio Name Júnior, que atende a região Noroeste do Paraná. Os autos indicaram falhas no sistema de controle interno e a ausência de envio de relatório desse sistema ao TCE-PR. O superintendente da companhia naquele ano, Marcos Antônio Valêncio, foi multado. (mais…)

, , , , ,

Citado na Operação Publicano e em outros rolos, Durval Amaral é o novo presidente do Tribunal de Contas

Do G1

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), Durval Amaral, tomou posse como presidente da entidade nesta quinta-feira (12). Eleito pelos pares em 2016, ele substituiu o conselheiro Ivan Bonilha, na presidência da corte de contas.

Durval Amaral está no Tribunal de Contas desde 2012, quando foi indicado pelo governador Beto Richa (PSDB). Nesses três anos, ele já foi citado em pelo menos duas delações premiadas de operações policiais. Uma é a Operação Publicano, que investiga fraudes na Receita Estadual do Paraná e a outra é a Operação Quadro Negro, que apura desvios de dinheiro na construção de escolas estaduais.

Na Operação Publicano, o ex-auditor fiscal Luiz Antônio de Souza contou no depoimento que Durval Amaral procurou o grupo da Receita em Londrina, no norte do estado, e pediu R$200 mil para a campanha do filho, Tiago Amaral, que disputava uma vaga na Assembleia Legislativa do Paraná. Ainda segundo o auditor, Durval Amaral sabia que era dinheiro de propina. (leia mais)

, , , , , , , , , , , ,