Amigos, amigos; negócios à parte

O empresário Jonas Suassuna brigou feio com Fábio Luis Lula da Silva, o Lulinha

O empresário Jonas Suassuna brigou feio com Fábio Luis Lula da Silva, o Lulinha. Ele ficou irritadíssimo ao ver seu nome no noticiário policial da Operação Lava Jato e teme que acabe sendo arrastado para dentro da investigação. Dono de um poderoso grupo de mídia e TI, o executivo virou sócio de Lulinha na Gamecorp, hospeda o filho do ex-presidente num luxuoso apartamento em Moema e até emprestou seu nome na escritura do sítio de Atibaia usado por Lula e que teria sido reformado pela OAS, uma das empreiteiras investigadas pelo juiz Sérgio Moro. Suassuna diz a amigos que “não suporta mais carregar Fábio nas costas”.

Pic_Conf.jpg

Intuição feminina
Fábio atribui o iminente rompimento de Jonas Suassuna a pressões de sua mulher, Claudia Bueri Suassuna. A bela empresária carioca com quem o empresário casou em 2013 sempre criticou a relação do marido com o clã lulista. Ela também foi contra a inclusão da filha de Jonas, Bianca, no contrato social da Gamecorp.

Lulas e as laranjas
Kalil Bittar também é sócio, ao lado de Suassuna, do sítio usado por Lula em Atibaia. Mas quem o conhece diz que leva, assim como seu irmão Fernando, uma vida bastante simples, sem ostentação, sugerindo que os filhos de Jacob não desfrutam de seus próprios bens.

Sócio do barulho
No réveillon de 2010, a PM de Atibaia prendeu em via pública o empresário Rogério Machado. Ele portava uma escopeta 12, uma pistola 38, uma touca ninja e um radiotransmissor na frequência da PM. Até 2013, era sócio de Nilza Fiuza, chefe do gabinete da Presidência em São Paulo.

Nem tudo são flores
Suassuna alega que até hoje não obteve retorno da parceria com Fabio, que lhe foi apresentado por Kalil Bittar, filho de Jacob, amigo de Lula. Em troca de investimento inicial na Gamecorp, Kalil teria lhe prometido acesso aos cofres públicos e intermediou até um encontro com o então presidente da Previ, Ricardo Flores, a quem se referia como “Garden”.

0 thoughts on “Amigos, amigos; negócios à parte

  • 11/07/2015, 20:31 em 20:31
    Permalink

    A Isto É sempre divulgando as mais importantes notícias mundiais. Aliás, não se fala de outra coisa na Grécia e na sala de música da chanceler Angela Merkel.

    Resposta
  • 12/07/2015, 00:17 em 00:17
    Permalink

    Nossa o Lulinha como dono da Friboi como muitos antas incautos de Londrina assim acreditam pode comprar esse empresario e até sua bonita mulher.
    Mas parece que esse dono da GAMECORP pensou em dar alguma coisa ao filho do LULA em troca de benesses e caiu do cavalo.

    Resposta
  • 12/07/2015, 08:02 em 08:02
    Permalink

    Se este abestado ignobil, fez isto sem mando algum.Imagina o pai com a caneta nas mãos….

    Resposta
  • 13/07/2015, 10:47 em 10:47
    Permalink

    Mais um pouco e o blogueiro vai reproduzir os textos geniais da colunista perfumadinha Eliane Cantanhede. Aliás, o blogueiro parece ser mais um dos devotos da Veja e da Isto É. Assim é a democracia. Gosto não se discute. Mas o blogueiro deve ter lido hoje no UOL: “Hollande diz que soberania grega foi preservada e Tsipras foi valente.” A resposta perfeita para o post do dia 30/6, uma bobagem (mais uma) escrita pelo Carlos Brickman, outro guru do blog, ironizando uma notícia dizendo que em 2012, o primeiro-ministro da Grécia tinha pedido conselho a Lula e a Dilma sobre economia.

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: