Chega de matar e morrer por esta gente

Ricardo Kertzman/Isto É

Quatro trumpistas fanáticos morreram ontem durante a invasão do congresso americano. Quatorze seguranças e policiais ficaram feridos. Um, gravemente.

Após incentivar a balbúrdia e assistir a tudo da confortável Casa Branca, Donald Trump passa muito bem. Continua saudável, seguro e bilionário.

Me lembro do último grande quebra-pau ocorrido em Brasília, na esplanada dos ministérios, promovido pelo PT e realizado pelos terroristas do MST.

Enquanto a pancadaria comia solta, Gleisi Hoffmann e Lindberg Farias assistiam a tudo, entre goladas e garfadas, confortavelmente instalados no restaurante do Congresso Nacional.

No dia do teatro mambembe em que se transformou a prisão do corrupto e lavador de dinheiro Lula da Silva, os bate-paus do funesto tentaram impedir a polícia de cumprir a ordem judicial de tranca do quadrilheiro.

O resultado seria uma carnificina sem igual, já que os patetas estavam dispostos a confrontar policiais devidamente armados. Num lampejo de razão, o criminoso se entregou e tudo terminou bem.

Infelizmente, o mesmo ocorre nas redes sociais. Bolsonaro, Lula, Ciro e outros da espécie promovem, patrocinam e incentivam a selvageria virtual. Ao menos o confronto ocorre de forma mais segura, já que as bestas se ofendem pelo teclado apenas.

Enquanto amizades são desfeitas, familiares se separaram e beócios se digladiam, estes políticos se mantêm sãos e salvos, e devidamente remunerados pelos mesmos patetas que se matam em seus nomes.

Não briguem ou morram por político algum desse mundo. Absolutamente nenhum deles faria o mesmo por você! Pior. Nenhum deles nem sequer sabe que vocês existem. Só querem manter o poder e a fortuna às suas custas. E alguns, como sabemos, apenas desejam manter a si e suas famílias protegidas da Justiça.

Bolsonaro não quer o seu bem; quer o bem dos próprios filhos. Lula não quer o seu bem; quer poder e fortuna. Ciro não quer o seu bem; quer apenas ser o coronel do País. Doria não quer o seu bem; quer simplesmente ser Deus.

Políticos não devem ser idolatrados. Jamais! Devem ser cobrados e criticados. No mínimo, três vezes ao dia. Se entregarem o que prometeram, nada de “muito obrigado”, já que devidamente pagos. No máximo, um justo “parabéns”. Que (mais) este lamentável episódio acorde os zumbis. Chega de matar e morrer por essa gente.

3 thoughts on “Chega de matar e morrer por esta gente

  • 08/01/2021, 21:06 em 21:06
    Permalink

    Como posso levar a sério um babaca que se classifica “antipetista neurótico”? Econômico, quase uma dama, nas críticas aos invasores do Capitólio; verborrágico e agressivo contra o MST e os petistas. Esse discursinho falso-moralista é que ajudou a abrir caminho para os fascistas, milicianos ou não, que ocupam o governo federal hoje e encontram apoio em muitas prefeituras e governos estaduais Brasil afora. Mas o babaca é tão imbecil que acusa membros do MST de terroristas e de patetas. Terroristas de direita, de centro de esquerda, de religião podem receber os mais variados adjetivos mas nunca o de patetas. Ainda digo: se o escriba da QuantoÉ não acha político ou partido que preste, por que ele não monta o seu partido e se candidata? Eu queria um bosta desse aí escrever o que escreve nos tempos da ditadura militar… Pra ele escrever essas imbecilidades tomando uma geladinha muitos políticos foram presos, torturados, mortos, perseguidos.

    Resposta
    • 11/01/2021, 09:49 em 09:49
      Permalink

      O foda é o idiota que replica uma matéria tendenciosa desta…..

      Resposta
  • 09/01/2021, 19:13 em 19:13
    Permalink

    Aos canalhas que vociferam contra o Lula e o MST não o fazem e nem se sentem responsáveis pela eleição de um criminoso e seus comparsas. é fácil falar. Estudem façam uma analise descente deste pais, estes canalhas não tecem criticas a um criminoso como Moro e Cia. Mas, são serviçais dos banqueiros e dos rentistas que pouco se importam com esse Brasil de uma forças armadas entreguistas, golpistas além de um judiciário de caráter duvidoso.
    .

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: