Lula e a chegada do Apocalipse

Da IstoÉ/Brasil Confidencial

Leo, o apocalipse 
Apesar do nervosismo com a delação de Ricardo Pessoa, da UTC, Lula teme mesmo a eventual colaboração de Leo Pinheiro, da OAS. Ele cuidava das despesas pessoais do presidente, de familiares e amigos. Metódico, Pinheiro tinha o hábito de registrar toda e qualquer ajuda concedida.

OAS e os fundos
O MPF quer que Leo fale também dos negócios da Invepar, consórcio criado pela OAS com Previ, Petros e Funcef – cada um com 25%. A Invepar ganhou concessões pagando os maiores ágios do mercado. Suspeita-se que o dinheiro foi usado para financiar campanhas do PT.

Encontros de Vaccari
A força-tarefa já tem detalhes de encontros do tesoureiro João Vaccari Neto com dirigentes dos fundos de pensão. As reuniões aconteciam em hotéis e restaurantes de Rio e São Paulo, e residências de grandes empresários. Um deles gostava de convidá-los para passeios de iate.

Deixe uma resposta