Mais uma carta contra Fracischini, agora da Associação de Defesa dos Policiais Militares Ativos e Inativos

“A manutenção de Fernando Francischini na SESP ofende profundamente a inteligência e a moral do povo paranaense que sabe, hoje, sem sombras de dúvida, que ele participou ativamente de todas as fases da operação no Centro Cívico que envolveu PMs e professores.

Francischini é responsável pela concepção, planejamento, logística e execução, mas, em declarações à imprensa, atribuiu toda a culpa aos PMs que participaram do confronto.

O Secretário não pode se apartar da responsabilidade profissional decorrente do cargo que possui. Por isso, com base no artigo 3º da Lei 16575/2010, que explicita que “A Polícia Militar, […] subordina-se, operacionalmente, ao Secretário da Segurança Pública do Estado do Paraná”, a AMAI está notificando juridicamente o Secretário Francischini para que se explique, pois tais atitudes denigrem a imagem do Governo e da Corporação.”

Deixe uma resposta