Moro manda bloquear R$ 10 milhões em bens de Sérgio Cabral

Sérgio Moro, juiz federal decretou o bloqueio de R$ 10 milhões do ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB). E também de 11 investigados, inclusive a mulher dele (Adriana de Lourdes Ancelmo) e do escritório de advocacia dela, Ancelmo Advogados. Cabral teria recebido propinas de R$ 2,7 milhões em obras da Petrobras (O Complexo Petroquímico do Rio). Os inquéritos e os processos sobre corrupção nos contratos da Petrobras estão sob a guarda de Moro. Os empreendimentos fraudados da petrolífera são de 2004 a 2014, por isso Moro também mandou prender Cabral e decretou a prisão do ex-governador. O juiz da 7ª Vara Federal do Rio, Marcelo Bretas também decretou prisão do ex-governador, porém, por propinas em outras obras bilionárias, sem vínculo com a Petrobras.

Deixe uma resposta