Pastor deputado Edson Prackyk é acusado de “tosquiar” as ovelhas do rebanho

E não é que o deputado Pastor Edson Praczyk (PRB) está sendo acusado pelo Ministério Público Estadual de, em vez de pastorear, tosquiar ovelhas!

Pois é Praczyk é acusado de contratar funcionários fantasmas em seu gabinete e ficar com o salário dessas pessoas. Algumas delas eram esposas de outros pastores evangélicos.

Ontem a Policia visitou seu gabinete atrás da funcionária Michele Borges da Silva que era a encarregada de controlar as contas bancárias das fantasmas. As supostas irregularidades teriam ocorrido de 2001 a 2003, quando Praczyk exerceu o primeiro mandato como deputado estadual.

Um ex-deputado de Londrina disse dias atrás que esta prática era comum na Assembleia para engordar o bolso dos deputados com dinheiro público.

Conforme a Gazeta do Povo, de acordo com as investigações, Micheli teria em mãos procurações dos supostos funcionários fantasmas garantindo controle sobre as contas bancárias deles. Os documentos dariam plenos poderes para “solicitar extratos, conferir saldos e juros, registrar e alterar senhas, requerer e retirar cartões magnéticos, requisitar talões de cheques, assinar e emitir cheques, depositar e sacar qualquer quantia”. A suspeita do MP é de que os recursos depositados pela Assembleia nessas contas tenham sido sacados por Micheli e entregues a Praczyk.

Em 2008, durante a Operação Gafanhoto, dezenas de políticos do Paraná foram investigados pelo mesmo crime. O deputado federal Sérgio Souza (veja aqui) é um deles. De Londrina figuravam na lista de investigados os ex-deputados André Vargas e Homero Barbosa Neto (veja aqui)

Prackzyk foi procurado mas se recusa a falar sobre o assunto.

Só para ficar registrado: o pastor faz parte da Comissão de Ética(?) da Assembleia.

0 thoughts on “Pastor deputado Edson Prackyk é acusado de “tosquiar” as ovelhas do rebanho

  • 26/05/2015, 21:33 em 21:33
    Permalink

    E sem vergonha agora quero ver prestar conta para justiça, pois ao criador vc está engando a muito tempo.

    Resposta
  • 26/05/2015, 21:34 em 21:34
    Permalink

    Aprendeu com o pupilo do governador fascista: o protegido Ezequias Moreira Rodrigues.

    Resposta
  • 26/05/2015, 21:41 em 21:41
    Permalink

    Pelo menos hoje há alguma coisa a favor do deputado: não faz parte da Bancada do Camburão, do rebanho do tosquiador de professores e demais funcionários públicos. Votou contra o confisco do dinheiro da aposentadoria dos servidores.

    Resposta
  • 27/05/2015, 10:33 em 10:33
    Permalink

    Não é o mesmo esquema que levou o MP abrir inquérito, que se encontra em segredo de justiça, contra o Beto Richa, referente ao período em que ele foi deputado estadual?

    Resposta
  • 27/05/2015, 10:45 em 10:45
    Permalink

    Como diz o vereador do PRB de Londrina, “O PRB É 10 “

    Resposta
  • 27/05/2015, 11:36 em 11:36
    Permalink

    E por isso o pastor-manduruvá de folha de pagamento apoiava o outro manduruvá de folha de pagamento de Londrina, Barbosa Neto, para prefeito pelo PRB?
    Eita, misericórdia.
    Querem dinheiro e só dinheiro…
    Cadê o Edir Macedo que não exonera este pastor da Igreja Universal do Reino de Deus como fez com aquele Bispo do Mensalão?

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: