Proposta quer reduzir número de municípios nanicos

Houve um tempo, que ainda não passou, em que políticos criavam municípios a torto e direito para manter “currais”. Nesta balada foram criados municípios minusculos. Só para você ter uma ideia, mais de 20 municípios do Paraná tem menos de 3 mil habitantes. Há cidades menores do que alguns condomínios residenciais de Londrina.
E cada um deles têm uma prefeitura, Câmara de Vereadores com no mínimo 9 edis, estruturas administrativas, etc. O custo disso tudo é enorme.

Por isso, é tão interessante o estudo que o presidente do TCE-PR, Ivan Bonilha, entregou ao Tribunal de Contas da União, em Brasília, prevendo a fusão de municípios como forma de melhorar a prestação dos serviços públicos à população e promover economia de recursos públicos. Municípios com população inferior a 5 mil habitantes (1.301 em todo o país, 96 dos 399 municípios paranaenses) tendem a não apresentar condições mínimas para prestar os serviços básicos ao cidadão – como saúde e educação –, mostra o trabalho. As informações são do Bem Paraná.
Segundo o TCE, a fusão representaria um ganho de escala, com o aumento da população, além da redução de cargos políticos, aumento da poupança dos cofres públicos, maior independência financeira e dinamismo econômico municipal.

Deixe uma resposta