Times do interior ajudam a pagar conta do Atlético

Quem analisa o atual balanço do Atlético Paranaense e confronta com o da Federação Paranaense de Futebol de 2014 vê o pagamento de uma ação judicial movida pelo time curitibano contra o então presidente Onaireves Moura,  também ex dirigente do CAP, por rompimento do contrato de uso do extinto Pinheirão em 1995.

E só agora a FPF conseguiu pagar a multa imposta pela Justiça depois de muito recorrer e suplicar para os atleticanos retirarem a ação, na gestão Helio Cury, pois Mario Celso Petraglia não abriu mão de reter o dinheiro da FPF.

O total?

Mais de 17 milhões de reais para o Atlético e quase 2 milhões para o advogado Augusto Mafuz – mais de 19 milhões! Então – todo o dinheiro do futebol do interior e dos campeonatos foi para dar quase 9% da tal Arena da Baixada. E quando os torcedores do Tubarão reclamarem do Estádio do Café e da falta do placar eletrônico, é bom lembrar que parte do estádio tipo FIFA foi construído com o ingresso pago aqui nos desprezados estádios do interior.

Deixe uma resposta