R$ 1,7 mi de lavagem de dinheiro foi entregue pelo operador

O administrador de empresas, João Roberto de Souza, disse em interrogatório que repassou ao menos R$ 1,7 milhão para a empresa PF & PJ Soluções Tecnológicas, registradas em nome de Antonio Pereira Júnior e Leila Raimundo Pereira, irmão e cunhada do auditor José Luiz Favoreto Pereira, ex-delegado da Receita Estadual de Londrina, que segundo o Ministério Público seria o verdadeiro dono da PF&PJ. O administrador operava quatro empresas do setor de alumínio do mesmo dono, Carlos Eduardo de Souza, que não é réu por não ter sido o primeiro a fazer  as denúncias e firmado acordo de delação premiada com o MP.

One thought on “R$ 1,7 mi de lavagem de dinheiro foi entregue pelo operador

  • 19/10/2016, 11:02 em 11:02
    Permalink

    PF e PJ?
    Pessoa Física e Pessoa Jurídica é o nome da empresa do fiscal estadual?
    Tirava da Pessoa Jurídica chamado Estado do Paraná e mandava para a Pessoa Física chamado Favoreto?
    Quando vai devolver em remédios para tratamento de câncer aos paranaenses?
    Hein?
    O MP vai deixar ficará grana na família do cara?

    Resposta

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: