Câmara decide na segunda se cassa o mandato dos vereadores da ZR3

Deu ruim para os vereadores de Londrina Rony Alves (PTB) e Mário Takahashi (PV). Os dois são acusados de improbidade administrativa, de terem recebido “benefícios” para aprovar mudanças de zoneamento em áreas da cidade e agora. Alvo de denúncias no Ministério Público (Operação ZR3) e também de uma Comissão Processante na Câmara. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Projeto para revogar lei do IPTU é admitido pela Câmara

E o IPTU volta com força à cena política londrinense. Ontem a Mesa Executiva da Câmara deu início a tramitação do Projeto de Lei de Iniciativa Popular que pode revogar o aumento brutal do IPTU imposto pelo prefeito Marcelo Belinati. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Regimento interno da Câmara pode provocar impasse sobre o resultado da votação da CP

E os advogados dos vereadores de Londrina, afastados pela Justiça, Rony Alves (PTB) e Mário Takahashi (PV), já estão analisando a sessão de ontem que definiu a abertura de uma Comissão Processante contra seus clientes. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , ,

MP ouve vereadores sobre o suposto “esquemão” para impedir CP da ZR3

Foto Fernando Maradona Cremonez/CML

E hoje de manhã, conforme informou a Folha de Londrina, o Ministério Público começou a ouvir pelo menos quatro vereadores suspeitos de favorecimento para impedir a criação de uma CP (Comissão Processante) contra Rony Alves (PTB) e Mário Takahashi (PV), afastados desde janeiro por conta de possível envolvimento na Operação ZR-3, do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). De acordo com o promotor Renato de Lima Castro, os parlamentares teriam sido beneficiados com indicações de conhecidos a cargos do Executivo municipal.  (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

TJ mantém suspensão de aumento do IPTU de três contribuintes de Londrina

Por Bruno Carraro/CBN Londrina

Três contribuintes de Londrina, tiveram mais um ganho na Justiça contra o aumento do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU. Em janeiro desse ano, os três contribuintes entraram com uma ação contra a prefeitura de Londrina pedindo a suspensão do aumento do IPTU. O Tribunal de Justiça havia suspendido – em decisão liminar – o reajuste. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Moradores vão protocolar projeto de Iniciativa Popular contra o IPTU

Não pensem que, passados três meses de porradaria sobre o IPTU, o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, e os vereadores que aprovaram o projeto extorsivo, vão ter sossêgo.

Amanhã vários grupos sociedade protocolam projeto de iniciativa popular na Câmara de Vereadores de Londrina
O Movimento Popular Contra o Aumento Abusivo do IPTU. Será às 14, às 12 horas, na Câmara Municipal, o projeto de lei de iniciativa popular, o qual visa revogar a lei que majorou o IPTU da cidade.
O projeto vai assinado por 18 mil londrinenses.

Segundo o os autores, o IPTU foi decidido de afogadilho, sem discussão ampla com a sociedade.
O que se pretende é que a atualização da planta de valores seja debatida, exaustivamente, de forma a se encontrar um ponto de equilíbrio entre as necessidades do Município e o poder aquisitivo dos contribuintes.

, , , , , , , , , , , , , , , ,

PPS decide expulsar vereadora Daniele Ziober que votou pelo aumento do IPTU

Reunidos hoje de manhã em um hotel de Londrina, a Executiva do PPS decidiu acatar a recomendação da Comissão de Ética do Partido e expulsar a vereadora Daniele Ziober de seus quadros.

O partido alega que ela não acatou a recomendação de votar contra o aumento extorsivo do IPTU em Londrina.

A Câmara de Vereadores será comunicada nos próximos dias.

 

, , , , , , , , , , , , , , , ,

Advogado de Rony Alves apresenta defesa preliminar na Câmara

Afastado pela Justiça de Londrina por suposto envolvimento em um esquema para facilitar mudanças de zoneamento mediante pagamento de benefícios pouco cristãos, o vereador Rony Alves (PTB), através do seu advogado Mauricio Carneiro, protocolou a defesa prévia na Câmara.

Agora a Mesa Executiva vai analisar os argumentos e decidir se leva ao plenário para decidir se será aberta uma Comissão Processante ou se o caso será arquivado.

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Indignados com o aumento do IPTU de Londrina moradores protestam pelas ruas de Curitiba

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Vereador Gerson Araújo é condenado a perda dos direitos políticos. Defesa vai recorrer

É meu amigo, a Câmara de Vereadores de Londrina não para de garantir, semanalmente, notícias desairosas – palavra chique essa, desairosa – sobre seus integrantes.

Na quarta-feira o juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Londrina, Marcos José Vieira, deu uma canetada no vereador e ex-presidente da Câmara, Gerson Araújo (PSDB). Ele foi condenado, juntamente com seu ex-assessor Willian Godoy no caso envolvendo a Construtora Iguaçu. Segundo a condenação eles teriam influenciado proprietários de lotes em frente ao Estádio do Café a venderem as áreas para a construtora. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Belinati se recusa a falar na Paiquerê AM quanto aumentou seu próprio IPTU

Lino Ramos
Bicho-Pau

Depois de negar a criação de um simulador para mostrar as projeções sobre os reajustes no IPTU da população de Londrina, agora o prefeito Marcelo Belinati (PP) não quer dizer quanto vai pagar (ou pagou) de Imposto Predial e Territorial Urbano.

No último sábado, Belinati participou no último sábado do Paiquerê Rádio Opinião para justificar os aumentos do imposto, que variam entre 100% e 500%.

O programa foi gravado, já que o prefeito alegou que teria uma agenda com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, marcada para o mesmo horário.

Belinati repetiu as alegações já conhecidas, de que a cidade não tem dinheiro para investimentos e que a única alternativa para o Município era aumentar o imposto.

Ao ser questionado por este repórter, escorregou feito bagre ensaboado e não respondeu a pergunta, sobre quanto pagou (ou vai pagar) de IPTU.

Se recusou a responder.

A reportagem da Paiquerê recebeu a informação de que o condomínio onde mora Marcelo Belinati (perto do Shopping Catuaí) teve um IPTU de R$ 56 mil sobre o terreno total.

Como no local haveria 55 imóveis, o imposto a ser pago pelo prefeito seria de aproximadamente R$ 1.000,00 (mil reais). Como Marcelo esconde a informação, a gente fica sem saber!

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Vereadores afastados terão dez dias para defesa prévia antes da Comissão Processante

A Mesa Diretora da Câmara de Londrina recebeu o parecer da procuradoria jurídica da Casa sobre o pedido de abertura de uma Comissão Processante contra os vereadores Rony Alves e Mário Takahashi. Ambos estão afastados da Câmara por decisão da Justiça. Segundo o parecer há elementos que justificam a abertura da CP.

Agora será aberto um prazo de dez dias para que Alves e Takahashi enviem suas defesas prévias. Depois disso o pedido será reavaliado pela Mesa e, possivelmente, votado em Plenário.

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Políticos de Londrina – e do mundo – confiam na falta de memória do eleitor

E aí o presidente da Câmara de Londrina, Mário Takahashi (PV), em entrevista ao jornal da TV Tarobá diz que a culpa do aumento abusivo do IPTU é dos ex-prefeitos que não reajustaram a planta genérica de valores em 16 anos.

Mário Takahashi conta com a pouca memória do eleitor. Mas não de todos. A jornalista Telma Elorza, que tem uma baita memória relembra que “o nobre edil esquece que foi a Câmara de Vereadores que barrou todas as tentativas de reajuste da planta. Na gestão Barbosa, o atual prefeito (Marcelo Belinati) foi um dos mais contundentes contra a revisão e todos os vereadores se posicionaram do mesmo modo. Eu sei, eu cobri essa sessão da Câmara. O mesmo ocorreu com o Kireeff que não deu nenhum carguinho pros vereadores”, disse ela.

Por exemplo. Veja o que disse o vereador Jamil Janene na campanha eleitoral.

Quando foi vereador, o atual prefeito Marcelo Belinati tinha a solução para o aumento da arrecadação e abominava o aumento do IPTU;

Veja:

, , , , , , , , , , , , , ,

Controlador Geral da Câmara de Londrina, a nova polêmica

Os funcionários da Câmara de Londrina estão descontentes com a contratação considerada irregular do atual Controlador Geral, Helcio dos Santos, que não é servidor efetivo do Poder Legislativo, e sim cedido pelo Executivo, o que gera conflito de interesses, uma vez que já ocupou a mesma posição comissionada na Prefeitura. (mais…)

, , , , , , , , , ,

Por que não uma auditoria externa para rastrear os caminhos da malandragem?

Ainda falando sobre as denúncias de que servidores da Secretaria da Fazenda andaram fazendo “mágica” e sumindo com impostos atrasados de empresas – dois casos já foram confirmados – a prefeitura sim podia contratar uma auditoria externa para rastrear o caminho da malandragem. (mais…)

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
Página 1 de 212